Please use this identifier to cite or link to this item: http://monografias.ufrn.br/handle/123456789/3070
Title: Abandono permanente de poços petrolíferos: comparativo entre a portaria ANP n° 25/2002 e o novo regulamento do Sistema de Gerenciamento da Integridade de Poços (SGIP) publicado no DOU em 3.11.16
Authors: Sobrinho, Nayara Nagly de Araújo
Keywords: Abandono permanente de poços; Gerenciamento da integridade de poços; Portaria ANP n° 25/2002; SGIP.;permanent oil well abandonment; well integrity management system; ordinance ANP n° 25/2002; SGIP.
Issue Date: 1-Dec-2016
Publisher: Universidade Federal do Rio Grande do Norte
Citation: SOBRINHO, Nayara Nagly de Araújo. Abandono permanente de poços petrolíferos: comparativo entre a Portaria ANP n°25/2002 e o novo regulamento do Sistema de Gerenciamento da Integridade de Poços (SGIP) publicado no DOU em 3.11.16. 2016. 46 f. TCC (Graduação) - Curso de Engenharia de Petróleo, Centro de Tecnologia, Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2016.
Portuguese Abstract: Uma das etapas cruciais durante o ciclo de vida de poços petrolíferos é o seu abandono, que pode ser temporário ou permanente. Em ambos os casos, o objetivo do abandono é evitar o fluxo de fluido não intencional de hidrocarbonetos para o meio ambiente, garantir a segurança humana e ambiental, além de evitar acidentes. A indústria petrolífera, dada sua dimensão e suas características inerentes, é bastante impactada pela ocorrência de incidentes e seus danos podem ser grandes em termos de perda de vidas humanas, elevados prejuízos econômicos e ambientais. Grandes acidentes já ocorridos representam marcos que devem ser observados pela indústria, a fim de se propor medidas e ações preventivas, corretivas e mitigadoras. A regulamentação deve ser capaz de acompanhar a evolução tecnológica dessa atividade. No Brasil, o órgão regulador da indústria petrolífera é a Agência Nacional de Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP). Por anos, o dispositivo regulador de abandono de poços foi a Portaria ANP n° 25/2002, mas, recentemente, foi revogada por se tratar de uma regulamentação de caráter altamente prescritivo, não abordar um grande número de casos e tampouco os conceitos atuais das melhores práticas da indústria e por estar considerada como obsoleta. O Sistema de Gerenciamento de Integridade de Poços (SGIP) surge como uma proposta para suprir as lacunas regulatórias quanto ao gerenciamento da integridade de poços no Brasil e aborda todo o ciclo de vida do poço. Face a esse momento transitório quanto aos procedimentos de abandono de poços, esse trabalho visa realizar um comparativo quanto a casos específicos de abandono permanente de poços de petróleo, com base nessas duas regulamentações.
Abstract: One of the crucial stage during the oil wells life cycle is its abandonment, which may be temporary or permanent. In both cases, the abandonment aim is to prevent unintentional flow of hydrocarbons into the environment, to ensure human and environmental safety, as well as to prevent accidents. The oil industry, given its size and inherent characteristics, is intensely impacted by the occurrence of incidents and its damage can be large in terms of loss of human lives and strong economic and environmental damage. Major accidents that have already occurred represent milestones that must be analyzed by the industry in order to propose preventive, corrective and mitigating measures and actions. Regulation should be able to keep pace with the technological evolution of this industry. In Brazil, the oil industry regulator is the Agência Nacional de Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP) [National Agency for Petroleum, Natural Gas and Biofuels]. For years, the well abandonment regulation was ANP Ordinance N°. 25/2002, however it will be replaced in a near future because it is a highly prescriptive regulation, does not include a large number of cases and the best practices in the industry and because it is considered obsolete. The Sistema de Gerenciamento de Integridade de Poços (SGIP) [Well Integrity Management System] emerges as a proposal to correct deficiencies in the management of well integrity in Brazil and comprises the entire life cycle of the well. This study aims at comparing the specific cases of permanent oil well abandonment, based on these two regulations.
URI: http://monografias.ufrn.br/jspui/handle/123456789/3070
Other Identifiers: 2014083250
Appears in Collections:Engenharia de Petróleo

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
TCC - 2016.2 - Nayara Nagly de Araújo Sobrinho.pdfTrabalho de conclusão de curso1,85 MBAdobe PDFThumbnail
View/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.