Please use this identifier to cite or link to this item: http://monografias.ufrn.br/handle/123456789/3000
Title: Tratamento de superfície em implantes dentais: uma revisão sistemática
Authors: Fernandes, Cleophatra Aquino
Keywords: Implante;Osseointegração;Titânio
Issue Date: 4-Dec-2015
Publisher: Universidade Federal do Rio Grande do Norte
Citation: FERNANDES, Cleophatra Aquino. Tratamento de superfície em implantes dentais: uma revisão sistemática. 2015. Monografia (Graduação) - Departamento de Odontologia, Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2015.
Portuguese Abstract: O titânio e suas ligas são biomateriais metálicos extensamente utilizados em aplicações médicas e odontológicas, apesar de não formarem ligação química com o osso circundante. A previsibilidade dos implantes de titânio tem sido variável em diferentes pacientes e em diferentes áreas da mesma boca. Processos relevantes para a funcionalidade deste dispositivo implantável tais como a adsorção de proteínas, interação célula-superfície e desenvolvimento celular e tecidual na interface entre o organismo e o biomaterial, são afetados pelas propriedades superficiais do implante. Por isto é desejável técnicas que proporcionem a bioatividade na superfície desses metais. As modificações no desenho do corpo e na superfície do implante têm sido sugeridas para aumentar o sucesso em ossos menos densos por meio do hipotético ganho de uma melhor ancoragem e uma maior área de superfície para a distribuição das cargas oclusais. O presente trabalho tem como propósito analisar por meio da revisão sistemática, os diferentes métodos de tratamentos superficiais aplicados aos implantes dentários. Foram utilizadas as seguintes bases de dados: Lilacs, Medline, Science direct, Scielo e Pubmed, nos últimos 15 anos. A literatura demonstra que os implantes com superfície rugosa apresentam uma maior área de contato osso-implante e melhores características biomecânicas. Os implantes mais utilizados nas pesquisas de análise de superfície foram os de titânio comercialmente puro.
Abstract: Titanium and its alloys are widely used metallic biomaterials in medical and dental applications for patient rehabilitation, although they do not form chemical bond with the surrounding bone. The predictability of titanium implants has been variable in different patients and in different areas of the same mouth. Relevant to the functionality of the implantable device, such as the adsorption of proteins, cell-surface interactions and cell growth and tissue on the interface between the body and the biomaterial, processes are affected by the surface properties of the implant. Therefore techniques providing the bioactivity on the surface of these metals are desirable. The modifications to the design of the body and the surface of the implant has been suggested to increase the success in less dense bone by means of the hypothetical gain a better anchorage and a greater surface area to distribute the occlusal loads. This paper aims at analyzing through systematic review, the different methods of surface treatments to dental implants. The following databases were used: Lilacs, Medline, Science direct, Scielo e Pubmed for the past 15 years. The literature shows that implants with rough surface have a higher bone-implant contact area and better biomechanical characteristics. Implants most used in surface analysis research were the commercially pure titanium.
URI: http://monografias.ufrn.br/jspui/handle/123456789/3000
Other Identifiers: 2011034987
Appears in Collections:Odontologia

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
[2015] TRATAMENTO DE SUPERFÍCIE EM IMPLANTES DENTAIS UMA REVISÃO SISTEMÁTICA.pdfTrabalho de conclusão de curso - odontologia 2015.2259,76 kBAdobe PDFThumbnail
View/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.