Please use this identifier to cite or link to this item: http://monografias.ufrn.br/handle/123456789/2944
Title: É de lei! O ensino da cultura negra, realidades, desafios e proposições no contexto da dança escolar
Authors: Viegas, Hilbert Spinks Galvão
Keywords: Danças-populares, ensino, étnico-racial, cultura africana;popular dances, education, ethnic –racial, African culture
Issue Date: 2016
Publisher: Universidade Federal do Rio Grande do Norte
Citation: VIEGAS, Hilbert Spinks Galvão. É de lei! O ensino da cultura negra, realidades, desafios e proposições no contexto da dança escolar. 2016. 25f. Trabalho de conclusão de curso (Licenciatura em Dança) - Departamento de Artes, Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2016.
Portuguese Abstract: O ensino da cultura negra nas escolas tem ocorrido também por meio das danças populares de matriz africana, porém essa informação é omitida e/ou descartada por pré-conceitos e discriminação advindas dos próprios funcionários da escola, pais e por conseguinte os próprios alunos. As leis de diretrizes de base, os Parâmetros curriculares nacionais, os Referenciais curriculares nacionais para a educação infantil, a resolução dos cursos de Graduação em Dança, garantem por lei o ensino étnico racial na escola e na formação de professores. A partir de experiências no programa “mais educação” e nos estágios III e IV, trago discussões a partir das vivências e sugestões para a utilização em sala de aula do ensino étnico-racial a partir da Dança. As danças populares: Coco de Roda, Coco de Zambê, Samba de Roda, Maracatu, Maculelê, Capoeira e Tambor de Crioula, são um grande campo de trabalho étnicoracial para o ensino da Dança e das Artes, de forma que se promova a observação da presença da cultura africana no Brasil e o combate à discriminação étnico-racial com auxílio das leis e parâmetros que regem a educação no Brasil. Pensando nesses quesitos, o presente artigo objetiva problematizar o ensino das danças de matrizes africanas no contexto da Dança escolar, evidenciando os desafios encontrados e traçando possíveis caminhos que incentivem o ensino e a presença da cultura negra na escola a partir da Dança.
Abstract: The teaching of black culture in Schools has occurred also through the popular dances of African origin, but this information and omitted and / or discarded by pre-concepts and discrimination arising from own School staff, parents, and therefore the students themselves. As laws based guidelines, the National Curriculum Parameters, the reference National Curriculum for Early Childhood Education, Resolution of undergraduate courses in Dance, guarantee by law the racial ethnic education in schools and teacher training. The experiences from the program "Mais Educação" and stages III and IV bring discussions from experiences and suggestions for use in the classroom of ethnic-racial education from the Dance. Folk Dances: Coco de Roda, Coco de Zambê, Samba de Roda, Maracatu, Maculelê, Capoeira, tambor de crioula they are a large field of racial etnic work for Teaching Dance and Arts, in order to promote a note the presence of African culture in Brazil and combating ethnic and racial discrimination with assistance laws and Parameters governing Education in Brazil. Thinking these questions, the present article aims to problematize the teaching of origin Dances African context without the school dance, highlighting the challenges encountered and tracing possible paths that encourage the teaching and the presence of black culture in school from the Dance.
URI: http://monografias.ufrn.br/jspui/handle/123456789/2944
Other Identifiers: 2012931782
Appears in Collections:Dança

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
TCC - Hilbert Spinks.pdf1,17 MBAdobe PDFThumbnail
View/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.