Please use this identifier to cite or link to this item: http://monografias.ufrn.br/handle/123456789/2931
Title: Dieta de cafeteria e seu impacto em parâmetros bioquímicos preditivos da síndrome metabólica em modelo experimental
Authors: Santos, Janaína Henrique dos
Keywords: Triglicerídeos, HDL-c, ratos Wistar, hábitos alimentares.
Issue Date: 30-Sep-2016
Publisher: Universidade Federal do Rio Grande do Norte
Citation: SANTOS, Janaína Henrique dos. Dieta de Cafeteria e seu Impacto em Parâmetros Bioquímicos Preditivos da Síndrome Metabólica em Modelo Experimental. 2016. 30f. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Nutrição) – Curso de Nutrição, Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2016.
Portuguese Abstract: A chamada transição nutricional se caracteriza por mudanças ocorridas no perfil alimentar da população, resultante da associação entre diminuição da prática de atividade física e alterações no padrão dietético, que apontam um aumento do consumo de gorduras, principalmente saturadas, açúcar e alimentos refinados, e pela redução do consumo de carboidratos complexos e de fibras, esse fenômeno acaba provocando impactos à saúde por favorecer o estabelecimento das DCNT. Buscando uma maior compreensão do perfil nutricional atual e seus efeitos a longo prazo, estudos têm sido realizados utilizando as chamadas dietas de cafeteria, que consistem, em sua maioria, em uma alimentação rica em gorduras e açúcares, portanto, se assemelhando aos hábitos alimentares da sociedade ocidental. O grupo de pesquisa NutriSBioativoS desenvolveu uma dieta de cafeteria que apresentou, no estudo de Santos (2016), uma tendência em alterar a glicemia de jejum de ratos. Com base nesse fato o presente estudo objetiva avaliar o efeito de uma dieta de cafeteria sobre os outros parâmetros bioquímicos preditivos do diagnóstico da SM em modelo experimental. Para tanto, a dieta de cafeteria foi produzida e oferecida a dois grupos de animais (n = 05 por grupo; ratos Wistar, machos, adultos) por 17 semanas e ao final do experimento foram analisados os níveis de TG e HDL-c. A análise estatística revelou que os ratos alimentados com a dieta de cafeteria apresentaram níveis de TG significativamente maiores do que aqueles alimentados com dieta padrão (p = 0,0079). Os níveis de HDL-c para os animais submetidos à dieta de cafeteria em comparação com o grupo da dieta padrão não apresentaram diferença significativa (p = 0.7937). Diante dos resultados obtidos é possível concluir que a dieta de cafeteria desenvolvida pelo nosso grupo de pesquisa é responsável por alterar os níveis de TG, um importante parâmetro envolvido no diagnóstico da SM. Dadas as suas características nutricionais e o impacto causado à saúde, a dieta pode vir a ser utilizada em estudos posteriores, a fim de investigar, de forma mais aprofundada, seu papel no desenvolvimento das DCNT.
URI: http://monografias.ufrn.br/jspui/handle/123456789/2931
Other Identifiers: 2013039937
Appears in Collections:Nutrição

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Dietacafeteriaimpacto_2016_Trabalho de Conclusão de CursoTexto Completo531,72 kBAdobe PDFThumbnail
View/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.