Please use this identifier to cite or link to this item: http://monografias.ufrn.br/handle/123456789/2871
Title: Viver Policlínica Infantil
Authors: Costa, Izabele Maia da
Keywords: Arquitetura hospitalar;Policlínica;Humanização;Pediatria
Issue Date: 16-Jun-2016
Publisher: Universidade Federal do Rio Grande do Norte
Citation: COSTA, Izabelle Maia da. Viver policlínica infantil. 2016. 122f. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Arquitetura e Urbanismo) - Departamento de Arquitetura e Urbanismo, Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2016.
Portuguese Abstract: Este trabalho final de graduação tem como temática a arquitetura hospitalar voltada ao público infantil com ênfase no conceito da humanização. Seu objetivo é elaborar o anteprojeto de uma policlínica que atenda crianças com doenças neurológicas e deficiências físicas, área ainda pouco explorada no Estado, e que cuja demanda vem aumentando nos últimos meses em decorrência dos casos de microcefalia associados ao zyka vírus. A instituição será implantada no município de São Gonçalo do Amarante, RN. A proposta está centrada na concepção de espaços físicos humanizados, entendendo-se que um ambiente acolhedor pode minimizar os impactos causados pelo tratamento. Para tanto, além de revisão bibliográfica sobre o tema da humanização do ambiente físico, o texto apresenta estudos das necessidades do público alvo, as principais normas que orientam este tipo de projeto e estudos de referência em equipamentos semelhantes. A proposta em si toma como base o reconhecimento das condicionantes legais, bioclimáticas e programáticas, que fundamentam o conceito e o partido adotados. Finalmente, é apresentado o edifício, que ocupa lote de 7.020,00 m2, e tem área construída de 4.449,30 m2, distribuídos em 4 pavimentos, que se encaixam como em um quebra-cabeças, definindo entre si grandes áreas de lazer ajardinadas.
Abstract: This final degree paper is based on child-oriented hospital architecture with emphasis on the humanization concept. Its objective is to elaborate a polyclinic draft that serves disabled and neurological ill children, a not so explored group on this state, whose demand is increasing lately due to microcephaly cases associated to zyka virus. The institution will be built in São Gonçalo do Amarante, Rio Grande do Norte, Brazil. The proposal is focused on the creation of humanized spaces, with the understanding that a welcoming environment can minimize the impacts caused by treatment. Therefore, besides bibliographical revision about the theme, this text presents data about the target audience’s needs, the main standards that guide this kind of project and reference studies in similar equipment. This work takes into account legal, bioclimatic and programmatic conditions that support the way taken by this document to do things. Finally, the building is presented, occupying a 7,020.00 m2 batch, with a construction area of 4,449.30 m2, distributed in four floors, fitting like a puzzle, generating big landscaped leisure areas. Keywords: Polyclinic. Humanization. Hospital Architecture. Pediatrics.
URI: http://monografias.ufrn.br/jspui/handle/123456789/2871
Other Identifiers: 2011050640
Appears in Collections:Arquitetura e Urbanismo

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
PoliclinicaInfantil_Costa_2016.pdfTrabalho final de graduação - Policlínica Viver69,18 MBAdobe PDFThumbnail
View/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.