Please use this identifier to cite or link to this item: http://monografias.ufrn.br/handle/123456789/2851
Title: O gerencialismo e suas influências no campo educacional
Authors: Cavalcante, Graziella Bezerra
Keywords: Reforma do Estado;Gerencialismo;Administração Pública Gerencial;Gestão Democrática;State Reform;Managerialism;Managerial Public Administration;Democratic Management
Issue Date: 2016
Publisher: Universidade Federal do Rio Grande do Norte
Citation: CAVALCANTE, Graziella Bezerra. O gerencialismo e suas influências no campo educacional. 2016. 36f. Trabalho de Conclusão de Curso (Licenciatura em Pedagogia a Distância), Centro de Educação, Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2016.
Portuguese Abstract: Tendo em vista a frequente necessidade de adaptação às mudanças políticas e sociais ocorridas no mundo vêm-se buscado implementar novas práticas de gestão que visam a melhoria dos serviços ofertados pelo Estado no que se refere ao seu controle, eficiência e qualidade. Nas últimas décadas, práticas antes aplicadas somente na administração empresarial adentraram o setor público, de forma que conceitos como empoderamento, descentralização de poder e autonomia passaram a ser empregados a fim de se obter aumento de produtividade e melhoria de resultados na prestação dos serviços públicos. Inserido nessa perspectiva, o presente artigo tem por finalidade apresentar as principais características das ideias gerencialistas e como elas interferem na formulação das políticas educacionais brasileiras e, sobretudo, no funcionamento da escola. Tomando por base as pesquisas bibliográficas realizadas para esta produção, buscou-se apontar as divergências entre teoria e prática no que diz respeito ao assunto estudado. Neste sentido, pode-se considerar que as políticas educacionais, quando formuladas sob a influência do gerencialismo, tendem a priorizar aspectos como a diversificação e ampliação da educação em todos os seus níveis e a descentralização da gestão administrativa, financeira e pedagogica. Entretanto, a partir da literatura relacionada ao tema, o que se constata na realidade, é que esses aspectos citados direcionam o surgimento de um processo de massificação da educação, em detrimento da democratização. Além de desencadear um processo de desconcentração da gestão, comprometendo a autonomia das instituições de ensino. Neste sentido, no contexto escolar, tem-se que o modelo de gestão gerencial compromete a efetivação da gestão democrática, visto que os dois modelos de gestão são orientados por objetivos opostos, enquanto que a gestão gerencial visa a eficiência do ensino e uma formação acadêmica voltada para o mercado, a gestão democrática está preocupada com o desenvolvimento de um cidadão crítico e comprometido com a redução dos problemas sociais, como a desigualdade e a exclusão social.
Abstract: Taking into account the frequent need to adapt to the political and social changes in the world, there has been an effort to implement new management practices aimed at improving the services offered by the state with regard to its control, efficiency and quality. In recent decades, practices only applied to the business administration entered the public sector, so that concepts like empowerment, power decentralization and autonomy began to be employed in order to achieve increased productivity and improved results in the provision of public services. Inserted in this context, this article aims to present the main features of managerial ideas and how they impact the formulation of Brazilian educational policies and, above all, the school running. Based on the bibliographical research carried out for this production, we attempted to point out the differences between theory and practice in regard to the studied subject. Following this sense, it can be considered that educational policies, when formulated under the influence of managerialism, tend to prioritize aspects like the diversification and expansion of education at all levels and the decentralization of administrative, financial and pedagogical managements. However, it appears that in reality these mentioned aspects drive the emergence of a massification process of education, at the expense of democratization, in addition to launching a process of management deconcentration, compromising the autonomy of educational institutions. In the school context, in turn, it appears that the managerial management model compromises the effectiveness of the democratic management, since the two management models are guided by opposing goals, while the managerial management aims efficiency of education and academic training focused on market, democratic management is concerned with the development of a critical citizen, committed with the reduction of the social problems such as inequality and social exclusion.
URI: http://monografias.ufrn.br/jspui/handle/123456789/2851
Other Identifiers: 2012030973
Appears in Collections:Pedagogia (A distância)

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
ArtigoTCCGraziVersãoFinal.doc175 kBMicrosoft WordView/Open
OGerencialismoSuasInfluências_Artigo_2016.pdf870,74 kBAdobe PDFThumbnail
View/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.