Please use this identifier to cite or link to this item: http://monografias.ufrn.br/handle/123456789/2788
Title: Dieta e estimativa de risco cardiovascular em pacientes submetidos à cinecoronariografia
Authors: Souza, Thatyane Oliveira
Keywords: Consumo alimentar, Doença cardiovascular, Fator de Risco, Escore de Risco de Framingham.
Issue Date: 7-Jun-2016
Publisher: Universidade Federal do Rio Grande do Norte
Citation: SOUZA, Thatyane Oliveira. Dieta e estimativa de risco cardiovascular em pacientes submetidos à cinecoronariografia. 2016. 46 f. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Nutrição) – Curso de Nutrição, Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2016.
Portuguese Abstract: O objetivo do estudo foi estimar o risco cardiovascular por meio do Escore de Risco de Framingham (ERF) e identificar o consumo alimentar e dietético em pacientes submetidos à cinecoronariografia. Estudo observacional transversal realizado com pacientes de ambos os sexos, e idade entre 30 a 74 anos, submetidos à cinecoronariografia pela primeira vez, no setor de Hemodinâmica do Hospital Universitário Onofre Lopes (HUOL). O estudo foi aprovado pelo Comitê de Ética em Pesquisa (CEP) do HUOL/UFRN, com o CAAE nº 0001.0.051.294-11, e realizado no período entre Junho de 2015 a outubro de 2015. Coletou-se dados biodemográficos (sexo, idade, etnia), dados clínicos como presença de Diabetes Mellitus e/ou Hipertensão arterial Sistêmica, pressão arterial, antropométricos (peso, estatura e perímetro da cintura), estilo de vida (tabagismo, bebida alcóolica e atividade física), exames bioquímicos (glicemia, coleterol total, LDL-c, HDL-c, triglicerídeos) e do consumo alimentar e dietético por meio de dois recordatórios alimentares de 24h. A estimativa de risco foi obtida por meio do Escore de Risco de Framingham. A amostra final foi composta por 51 pacientes, com idade média de 56,84 (9,77) anos, com maior percentual de indivíduos do sexo masculino (60,8%). Na avaliação antropométrica observou-se de acordo com o IMC uma maior frequência de sobrepeso em ambos os sexos, com média de 29,04 (4,97) kg/m², e de acordo com o perímetro da cintura, uma predominância de excesso de adiposidade central em ambos os sexos. Registrou-se na avaliação do estilo de vida que 31,37% eram tabagistas, sendo mais frequente entre o sexo masculino (35,48%). Verificou-se na população total uma média da pressão arterial sistólica de 142,36 (21,72) e diastólica de 83,25 (12,82) mmHg. Observou-se na amostra total, aumento da glicemia de jejum, com média de 117,28(50,86) mg/dL, e HDL-c baixo 37,04 (12,22) mg/dL. Observou-se a partir da classificação pelo Escore de Risco de Framingham, que a maioria dos pacientes estava na faixa de alto risco, com maior percentual (90%) no sexo feminino. Identificou-se um consumo de energia abaixo do recomendado e um elevado consumo de proteína, colesterol e sódio, e baixo consumo de fibra. Concluiu-se que a população estudada apresentava um elevado risco para o desenvolvimento de doenças cardiovasculares, identificado pelo Escore de Risco de Framingham, com significativas alterações antropométricas (sobrepeso e perímetro da cintura elevado), bioquímicas (hiperglicemia e dislipidemias) e clínicas (presença de Diabetes Mellitus e Hipertensão Arterial Sistêmica), além do elevado consumo de proteína, colesterol e sódio e baixo consumo de fibra.
URI: http://monografias.ufrn.br/jspui/handle/123456789/2788
Other Identifiers: 2012955748
Appears in Collections:Nutrição

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Dietaestimativarisco_2016_Trabalho de Conclusão de CursoTexto Completo648,18 kBAdobe PDFThumbnail
View/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.