Please use this identifier to cite or link to this item: http://monografias.ufrn.br/handle/123456789/2744
Title: A inclusão de alunos com Paralisia Cerebral Infantil na escola: Reflexões sobre a prática em sala de aula
Authors: Costa, Ana Paula Gurgel
Keywords: Paralisia;Criança;Inclusão;Educação;Paralysis;Child;Inclusion;Education
Issue Date: 15-Jun-2016
Publisher: Universidade Federal do Rio Grande do Norte
Citation: COSTA, Ana Paula Gurgel. A inclusão de alunos com Paralisia Cerebral Infantil na escola: Reflexões sobre a prática em sala de aula. 2016. 24f. Trabalho de Conclusão de Curso (Licenciatura em Pedagogia a Distância), Centro de Educação, Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2016.
Portuguese Abstract: Inclusão escolar é sempre um tema complexo, e principalmente quando se trata de integração e prática do professor em sala de aula, para portadores de qualquer deficiência física, que se insere no contexto dos indivíduos com Necessidades Educacionais Especiais (NEE). Por isso, neste trabalho, o objetivo geral é refletir sobre a inclusão de alunos com Paralisia Cerebral Infantil (PCI) na escola, definindo a referida especialidade, analisando as necessidades da educação inclusiva e identificando as práticas mais adequadas para o professor que viva essa realidade na sua sala de aula. A abordagem do tema se dá a partir de uma pesquisa bibliográfica exploratória, de forma qualitativa e com fins de construção de uma revisão de literatura que esclareça o tema. Os apontamentos possíveis a partir do referencial teórico estudado é que a inclusão de alunos com PCI é complexo, pois a escola e o sistema educacional ainda apresentam muitas limitações. Para a realização de uma educação inclusiva adequada a esses casos, seria necessário, além de uma boa formação do professor para o atendimento, considerando as singularidades dos portadores dessa deficiência, também a organização de uma equipe multiprofissional, através da qual pudesse atuar outros profissionais especializados, como o fisioterapeuta, o psicólogo, o psicopedagogo e outros. Estes profissionais devem ter como principal objetivo desenvolver a política de inclusão partindo da meta de reabilitar os referidos portadores, permitindo anular muitas de suas limitações físicas.
Abstract: School inclusion is always a complex issue, especially when it comes to integration and practice of the teacher in the classroom, for people with any disability, which is in the context of people with Special Educational Needs (SEN). Therefore, in this study, the overall objective is to reflect on the inclusion of pupils with Cerebral Infantile Paralysis (PCI) in school, defining said specialty, analyzing the needs of inclusive education and identifying the best practices to the teacher to live this reality in your classroom. The approach to the subject is given from a bibliographical research, qualitatively and construction purposes of a literature review to clarify the issue. Possible notes from the studied theoretical framework is that the inclusion of students with PCI is complex, because the school and the educational system still have many limitations. To carry out an adequate inclusive education to these cases, it would be necessary, along with a good teacher training for the service, considering the peculiarities of patients with this deficiency, also the organization of a multidisciplinary team, through which he could perform other skilled professionals as the physiotherapist, psychologist, educational psychologist and others. These professionals should be directed to develop inclusion policy starting with the goal of rehabilitating said carriers, allowing cancel many of their physical limitations.
URI: http://monografias.ufrn.br/jspui/handle/123456789/2744
Other Identifiers: 2012049788
Appears in Collections:Pedagogia (A distância)

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
InclusãoAlunosComParalisiaInfantil_Artigo_2016.pdf603.53 kBAdobe PDFThumbnail
View/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons