Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://monografias.ufrn.br/handle/123456789/2713
Título: Avaliação do teor de sílica flour em pastas de cimento aplicadas em poços de injeção de vapor
Autor(es): Souza, Gullyty Gomes de
Palavras-chave: Cimentação.;Recuperação térmica.;Sílica.;Resistência à compressão.
Data do documento: 2016
Editor: Universidade Federal do Rio Grande do Norte
Referência: SOUZA, Gullyty Gomes de. Avaliação do teor de sílica flour em pastas de cimento aplicadas em poços de injeção de vapor. 2016. 39f. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Química do Petróleo) - Instituto de Química, Centro de Ciências Exatas e da Terra, Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal - RN, 2016.
Resumo: A cimentação é uma etapa muito importante no processo de perfuração de poços petrolíferos, pois dará estabilidade ao poço e proteção contra corrosão no revestimento. Em campos de produção que possuem óleos com viscosidade elevada, faz-se o uso da recuperação térmica para melhorar a produtividade, nela vapores superaquecidos são injetados no poço com o objetivo de diminuir a viscosidade do óleo e com isso facilitar seu escoamento. Porém, acima de 110 °C o C-S-H (produto da hidratação do cimento) converte-se em fases ricas em cálcio (α-C2SH) e de resistência mecânica muito baixa. Para evitar esse efeito é necessário reduzir a razão Ca/Si do cimento. O presente trabalho teve como objetivo estudar o comportamento de sistemas de pastas à base de sílica, para obter o teor mínimo de sílica necessária para manter as propriedades mecânicas da bainha de cimento durante o processo de injeção a vapor. Foram formuladas pastas com 30, 35 e 40% (BWOC) de sílica, além da pasta de referência (sem sílica). Foram feitos ensaios de resistência a compressão com 7 e 28 dias, com curas a 38 °C e 300 °C. Todas as pastas foram caracterizadas por Difração de Raios-X para identificação das fases cristalinas. De acordo com os resultados obtidos, com 30% de sílica na composição do blend, já temos resistência suficiente para aplicação da recuperação térmica, estando de acordo com a resistência mínima estabelecida em campo.
URI: http://monografias.ufrn.br/jspui/handle/123456789/2713
Outros identificadores: 2012960579
Aparece nas coleções:Química do Petróleo

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
TeorSilica_Souza_2016.pdfMonografia2,09 MBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.