Please use this identifier to cite or link to this item: http://monografias.ufrn.br/handle/123456789/2490
Full metadata record
DC FieldValueLanguage
dc.contributor.advisorAraújo, Fábio Resende de-
dc.contributor.authorSousa, Oliva Maria da Silva-
dc.date.accessioned2016-07-07T12:40:37Z-
dc.date.issued2016-06-09-
dc.identifier2012964264pr_BR
dc.identifier.citationSOUSA, Oliva Maria da Silva. Características dos processos produtivos de refeições na implantação do NutriSus em municípios do Rio grande do Norte. 2016. 44 f. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação) - Curso de Nutrição, Faculdade de Ciências da Saúde do Trairi - FACISA, Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Santa Cruz - RN, 2016.pr_BR
dc.identifier.urihttp://monografias.ufrn.br/jspui/handle/123456789/2490-
dc.languagept_BRpr_BR
dc.publisherUniversidade Federal do Rio Grande do Nortepr_BR
dc.rightsembargoedAccesspr_BR
dc.subjectNutriSuspr_BR
dc.subjectImplantação da estratégiapr_BR
dc.subjectPlanejamento, elaboração e aceitabilidade do Programapr_BR
dc.titleCaracterísticas dos processos produtivos de refeições na implantação do NutriSus em municípios do Rio grande do Nortepr_BR
dc.typebachelorThesispr_BR
dc.description.embargo2019-06-23-
dc.contributor.referees1Araújo, Fábio Resende de-
dc.contributor.referees2Dantas, Rebekka Fernandes-
dc.description.resumoTrata-se de uma pesquisa descritiva, de levantamento e transversal, que objetiva avaliar as características dos processos produtivos de refeições na implementação do NutriSus em quatro municípios do Rio Grande do Norte. Para a coleta de dados, foram realizadas visitas e entrevistas, às creches e ao Responsável Técnico de cada município participante, para observação e abordagem de questionamentos a fim de avaliar como foi a implantação do NutriSus, além de gravações das entrevistas e transcrição dos áudios obtidos. Esses dados possibilitaram o conhecimento sobre as estratégias utilizadas em cada cidade para à implantação do Programa, no intuito de saber se foi necessária a realização de novos planejamentos de cardápios, implantação ou ajustes em algumas preparações, além de se verificar como está sendo a aceitabilidade por parte dos pais e das merendeiras participantes. Para atingir o resultado esperado do Programa, faz-se necessário seguir o esquema de administração recomendado: dois meses de suplementação com intervalo de três ou quatro. Nos municípios visitados, viu-se que a implantação da estratégia se deu apenas como um projeto piloto, acontecendo em alguns meses do ano de 2014 ou 2015, não completando o ciclo, sem progressão em 2016 e com um número limitado de crianças. Desse modo, foi possível perceber que é complexo implantar um novo programa, independentemente da esfera governamental que o rege. Antes do Programa ser direcionado para o público final, é fundamental que esteja bem estruturado, sendo importante constatar diversos fatores necessários à sua correta execução.pr_BR
dc.publisher.countryBrasilpr_BR
dc.publisher.departmentNutriçãopr_BR
dc.publisher.initialsUFRNpr_BR
dc.contributor.referees3Azevedo, Joana Eliza Pontes de-
Appears in Collections:Nutrição

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Artigo Oliva Sousa.pdfArtigo Principal507.36 kBAdobe PDFThumbnail
View/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.