Please use this identifier to cite or link to this item: http://monografias.ufrn.br/handle/123456789/2464
Title: Determinação das atividades antitríptica, anticoagulante, hemaglutinante e hemolítica do extrato de sementes de Eucalyptus sp.
Authors: Batista, Virgínia da Cunha
Keywords: Proteína vegetal;Vegetable protein;Lectinas;Lectins;Inibidores de tripsina;Trypsin inhibitors
Issue Date: 17-Jun-2016
Publisher: Universidade Federal do Rio Grande do Norte
Citation: BATISTA, Virgínia da Cunha. Determinação das atividades antitríptica, anticoagulante, hemaglutinante e hemolítica do extrato de sementes de Eucalyptus sp. 2016. 41 f. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Ciências biológicas) - Departamento de Bioquímica, Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal-RN, 2016.
Portuguese Abstract: A biodiversidade de plantas atualmente conhecida e utilizada pelo homem, tem sido fonte de alimentos, produção industrial e bens de consumo ao longo da história. Com o aprimoramento da ciência esse bem tão valoroso passou a ter também importância no desenvolvimento de pesquisas. Dessa forma, o meio científico passou a estudar espécies vegetais na busca em descobrir novas moléculas e seus mecanismos de ação. Sementes de plantas são fontes naturais de moléculas bioativas tais como proteínas. Dessa forma, essa estrutura vegetal torna-se foco da ciência nos mais variados estudo, dentre estes, os relacionados a inibidores enzimáticos e lectinas, devido ao potencial biotecnológico e às várias atividades biológicas apresentadas por essas moléculas proteicas. Sabendo-se disso, o presente estudo, teve como objetivo avaliar as atividades hemaglutinante, hemolítica, e anticoagulante, além do efeito inibidor da enzima tripsina do extrato bruto e frações obtidos a partir das sementes de Eucalyptus sp., na busca por proteínas com potencial biotecnológico. Para tal, após a obtenção do extrato bruto a partir da homogeneização da farinha das sementes de Eucalyptus sp. com tampão Fosfato de sódio 0,02M, pH 6,6 e fracionamento com sulfato de amônio (0-30% e 30-60%) foi constatada a presença de proteínas no extrato e frações através do método de Bradford. A avaliação da inibição de tripsina (bovina comercial), com azocaseína 1% como substrato, destacou a fração 0-30% (F1) com maior atividade específica. Para detectar a presença de possíveis lectinas, foi realizado ensaio de hemaglutinação com eritrócitos humano. A fração F1 destacou-se frente às outras por apresentar título máximo de 1024 unidades de hemaglutinação, para os tipos sanguíneos A, B e O tratados com a enzima papaína, e os sangues A e O tratados com tripsina. Não foi observada hemólise para nenhum tipo sanguíneo. Todas as amostras apresentaram atividade anticoagulante, porém a fração F1 mostrou-se mais eficiente inibindo a coagulação até a diluição contendo 12,5 μg de proteína. Concluímos, portanto, que sementes de Eucalyptus sp. constituem fontes promissoras de biomoléculas capazes de inibir a enzima serínica tripsina e a coagulação de sangue humano, como também apresentaram hemaglutinação indicando a possível ocorrência de lectinas em sua constituição.
URI: http://monografias.ufrn.br/jspui/handle/123456789/2464
Other Identifiers: 2012913363
Appears in Collections:Ciências Biológicas (bacharelado)

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
DeterminaçaoAntitripica_Batista_2016.pdfMonografia820.35 kBAdobe PDFThumbnail
View/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.