Please use this identifier to cite or link to this item: http://monografias.ufrn.br/handle/123456789/2386
Title: Suplementação com vitamina D em paciente com Síndrome Metabólica: um estudo de caso
Authors: Ferino, Cínthia Regina Mendes
Keywords: síndrome X metabólica, vitamina D, deficiência, suplementação nutricional
Issue Date: 10-Jun-2016
Publisher: Universidade Federal do Rio Grande do Norte
Citation: FERINO, Cínthia Regina Mendes. Suplementação com vitamina D em paciente com Síndrome Metabólica: um estudo de caso. 2016. 40 f. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Nutrição) – Curso de Nutrição, Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2016.
Portuguese Abstract: Vários estudos indicam prevalência da deficiência de 25OHD em indivíduos com SM, no entanto, os resultados dos estudos com a suplementação desta vitamina em indivíduos com SM são controversos. O objetivo deste estudo foi avaliar o efeito da suplementação com vitamina D sobre a deficiência em um paciente com síndrome metabólica, bem como sobre as condições clínicas. Consistiu em um estudo de caso realizado com um indivíduo com SM, deficiente em 25OHD, participante de um estudo mais amplo intitulado “Status de vitamina D em pacientes com síndrome metabólica: diagnóstico e estratégias para suplementação na deficiência”, aprovado pelo Comitê de Ética em Pesquisa do Hospital Universitário Onofre Lopes (HUOL). O estudo foi realizado no Ambulatório de Endocrinologia do HUOL, seguindo duas etapas: avaliação do status de 25OHD dos pacientes com SM diagnosticados segundo NCEP-ATP III, e, quando identificada a deficiência, desenvolvimento de um protocolo de suplementação. As medidas incluíram avaliação antropométrica, consumo alimentar e dietético, escore de exposição à luz solar, cor da pele, pressão arterial, exames bioquímicos e questionários sobre hábitos de vida. O caso estudado foi de um indivíduo do sexo masculino, 48 anos, branco, sedentário e com diagnóstico de SM. O protocolo de suplementação com medicamento usual ocorreu em duas fases: a primeira, fase emergencial de 50.000 UI/semana durante 8 semanas; e a segunda, fase de manutenção, 7.000 UI/semana durante 12 semanas. Ao final de cada fase, as análises e coleta dos dados foram repetidas. O paciente recuperou a deficiência de 25OHD temporariamente, mas ao fim do tratamento retornou ao status insuficiente de 25OHD; apresentou também redução das concentrações de hemoglobina glicada, triglicerídeos, HDL-c e do PTH; e aumento do colesterol total e LDL-c. O paciente não modificou o hábito alimentar durante o tratamento, continuou com uma dieta que não favorece a saúde cardiovascular: baixo consumo de fibras e antioxidantes; alto consumo de gordura saturada, colesterol e sódio; além de vitamina D e cálcio aquém das necessidades. A exposição à luz solar aumentou durante a suplementação. Esses achados podem subsidiar adequações no protocolo de suplementação do estudo original.
URI: http://monografias.ufrn.br/jspui/handle/123456789/2386
Other Identifiers: 2012955130
Appears in Collections:Nutrição

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
SuplementaçãovitaminaD_2016_Trabalho de Conclusão de CursoTexto Completo392,5 kBAdobe PDFThumbnail
View/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.