Please use this identifier to cite or link to this item: http://monografias.ufrn.br/handle/123456789/2324
Title: Estudo morfológico do cólon de ratos tratados com o extrato de Anacardium occidentale L. em um modelo de colite ulcerativa.
Authors: ALMEIDA, EVERLÂNDJA GOMES DE
Keywords: Colite Ulcerativa.;AnAcardium occidentale L.;Anacardium occidentale L.;Ulcerative Colitis.;Sulfasalazina.;Sulfasalazine.
Issue Date: 8-Jun-2016
Publisher: Universidade Federal do Rio Grande do Norte
Citation: ALMEIDA, Everlândja Gomes. 2016. 51 f. Estudo morfológico do cólon de ratos tratados com o extrato de Anacardium occidentale L. em um modelo de colite ulcerativa. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Ciências Biológicas)- Departamento de Morfologia, Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2016.
Portuguese Abstract: As doenças inflamatórias intestinais são desordens intestinais crônicas com patologia complexa. A colite ulcerativa é caracterizada como um subtipo destas inflamações, incluindo sintomas como diarreia sanguinolenta e dor abdominal. Muitas pesquisas mostram os efeitos colaterais do fármaco sulfasalazina, normalmente utilizado no tratamento da colite ulcerativa. Tendo em vista as propriedades anti-inflamatórias e antiulcerogênicas do Cajueiro, este estudo teve por objetivo analisar o efeito do extrato hidroalcoólico da Anacardium occidentale L. em ratos submetidos a colite ulcerativa induzida por ácido acético. Trinta e três ratos da raça Wistar foram divididos de acordo com pesos semelhantes em cinco grupos experimentais: Controle (n=7), Colite 1 ml/dia de solução salina 0,9% (n=7), Sulfasalazina 500 mg/Kg (n=7), Anacardium occidentale L. 300 mg/Kg (n=6) e 500 mg/Kg (n=6). O experimento teve duração de 8 dias, onde a indução ocorreu no 3° dia em todos os grupos, com exceção do Controle, e a eutanásia no 8° dia. Para indução da inflamação os animais foram previamente anestesiados com quetamina e xilazina via intraperitoneal, logo após ocorreu a inserção de um cateter com 2 mm de diâmetro via retal até 8 cm na altura do cólon com administração de 1 mL de ácido acético (4% em solução salina a 0,9%). O tratamento foi feito via oral por gavagem do primeiro ao sétimo dia. Realizaram-se análises de caráter clínico, macroscópicos e microscópicos. Todos os grupos apresentaram episódios diarreicos após a indução da colite. O consumo da ração esteve relacionado com a perda de peso em todos os grupos, sendo o Grupo Sulfasalazina mais acentuado. Houve diferença estatística significativa quanto ao escore da lesão no cólon entre o Grupo Controle e os grupos Colite (P<0,001) e Sulfasalazina (P<0,01), assim como entre os grupos Anacardium occidentale L. 300 mg/Kg e Colite (P<0,04). A relação peso/comprimento do intestino revelou que normalmente o aumento do peso do intestino é inversamente proporcional ao seu comprimento. Na análise histopatológica, os maiores danos teciduais ocorreram no Grupo Colite, seguido do Grupo Sulfasalazina. No Grupo Controle, o epitélio se mostrou contínuo e íntegro, com criptas bem desenvolvidas. Os grupos AO300 e AO500 apresentaram no geral a maioria dos parâmetros com intensidade leve, com exceção do infiltrado inflamatório no grupo AO300, apresentando intensidade moderada. Os dados encontrados mostraram uma boa resposta da Annacardium occidentale L., especialmente na dose de 300 mg/kg, em relação ao tratamento padrão, e fortalece o interesse em aprofundar os estudos para com a colite ulcerativa.
Abstract: animals were anesthetized with ketamine and xylazine intraperitoneally, after was the insertion of a cateter rectally diameter of 2 mm to 8 cm in colon height with administration of 1 ml of acetic acid (4% in saline 0.9%). The treatment was by oral gavage the first to the seventh day. There were clinical character analysis, macroscopic and microscopic. All groups showed diarrheal episodes after the induction of colitis. Consumption of feed was associated with weight loss in all groups, with Group marked Sulfasalazine. There was statistically significant difference in lesion scores of the colon between the control group and Colitis (P<0.001) and sulfasalazine (P<0.01) groups, as well as between groups Anacardium occidentale L. 300mg / kg and Colitis (P<0.04). The relation weight / length intestine revealed that typically increased bowel weight is inversely proportional to its length. In review microscopic / histopathology, the largest tissue damage occurred in Colitis Group, followed by Sulfasalazine Group. In the control group, the epithelium showed continuous and intact, with well developed crypts. The groups AO300 and AO500 presented in general most parameters with mild, with the exception of the inflammatory infiltrate in AO300 group, with moderate intensity. The findings showed a good response Annacardium occidentale L., especially at a dose of 300mg/kg, compared to standard treatment, and strengthens the interest in further study for with ulcerative colitis.
URI: http://monografias.ufrn.br/jspui/handle/123456789/2324
Other Identifiers: 2012913149
Appears in Collections:Ciências Biológicas (bacharelado)

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
EstudoMorfologico_Almeida_2016.pdfDocumento principal1,39 MBAdobe PDFThumbnail
View/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.