Please use this identifier to cite or link to this item: http://monografias.ufrn.br/handle/123456789/2249
Title: Comida de santo: resistência e representação do sagrado pela culinária
Authors: Silva, André Vicente e
Keywords: Religião afro-brasileira;Candomblé;Umbanda;Comida de santo;Orixá
Issue Date: 21-May-2016
Publisher: Universidade Federal do Rio Grande do Norte
Citation: SILVA, André Vicente e. Comida de santo: resistência e representação do sagrado pela culinária. 2016. 20f. Trabalho de Conclusão de Curso ( Especialização em História e Cultura Africana e Afro-brasileira). Departamento de História do CERES - Campus de Caicó, Universidade Federal do Rio Grande do Norte. Caicó, 2016.
Portuguese Abstract: Esse trabalho tem por objetivo fazer um recorte sobre a relação da alimentação com as divindades, os adeptos, os sentidos e as práticas de quem vivencia as religiões de matriz africana de maneira direta ou não. Para a construção da pesquisa foram utilizados os métodos da História Oral, tendo em vista que as entrevistas constituem a fonte principal deste trabalho. Esses registros reúnem informações de diversos níveis de especificidade, tais como a mitologia sobre os Orixás e entidades, além da presença da comida nessas histórias; norteiam os rituais de sacrifícios e oferendas, o cotidiano do Povo de Santo e sua rotina alimentar, tanto em dias comuns, quanto durante as festividades. Conclui-se, que embora se perceba uma variação presente na reprodução das histórias, quando tratam de um tema mítico semelhante ou na forma de vivenciar sua alimentação votiva, o mais importante é que a essência desta tradição se reinventa e, desta constatação, é que apesar da mudança da narrativa ou da feitura, isso não lhes retira o caráter de verdade e a aceitação diante de quem os conta, de quem os ritualiza, fazendo permanecer os sentidos e significados que se buscam aqui discutir.
Abstract: This work aims to make an excerpt on the power of the relationship with the deities, the worshippers, the senses and the practices of those who experience the religions of African origin in a direct way or not. For the construction of the research methods were used oral history were used, considering that the interviews are the main source of this work. These records gather information from various levels of specificity, such as the mythology of the Orishas and entities, in addition to the presence of food in these stories. It guides the rituals of sacrifices and offerings, the everyday of the people-of-the-saint and their eating routine, both in ordinary days and during the festivities. We conclude that although a variaton is present in the reproduction of the stories when dealing with a similar mythical theme or way of experiencing their votive food, the most important is that the essence of this tradition reinvents itself, and this finding is that despite the changes in the narrative or workmanship, it does not remove their aspect of truth and acceptance from the tellers, from the ones who perform rituals, making the meanings of what is sought to be discussed here to remain.
URI: http://monografias.ufrn.br/jspui/handle/123456789/2249
Other Identifiers: 2014222390
Appears in Collections:CERES - Especialização em História e Cultura Africana e Afro-brasileira

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
TCC corrigido.pdfArtigo Principal524,31 kBAdobe PDFThumbnail
View/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.