Please use this identifier to cite or link to this item: http://monografias.ufrn.br/handle/123456789/2196
Title: Efeitos da mobilização precoce nos sistemas respiratório e osteomioarticular
Authors: Cabral, Julyana Costa
Keywords: Mobilização precoce;Unidade de Terapia Intensiva;Mobilização
Issue Date: 2016
Publisher: Universidade Federal do Rio Grande do Norte
Citation: CABRAL, Julyana Costa. Efeitos da mobilização precoce nos sistemas respiratório e osteomioarticular. 2016.19f. Trabalho de Conclusão de Curso (Programa de Pós-graduação em Fisioterapia Cardiorrespiratória) - Programa de Pós-graduação em Fisioterapia, Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2016.
Portuguese Abstract: Introdução: A perda da mobilidade, comum em pacientes críticos acomete vários ógãos e sistemas, contribuindo para a redução da capacidade funcional e a geração de disfunções musculoesqueléticas como fraqueza muscular e deformidades osteomioarticular. A mobilização precoce tem sido utilizada como um método de diminuir os efeitos decorrentes da imobilidade prolongada. O objetivo deste estudo foi avaliar os efeitos da mobilização precoce nos sistemas respiratório e osteomioarticular. Metodologia: A pesquisa na literatura foi realizada por meio das bases eletrônicas de dados Medline, Lilacs e Scielo, entre o período de 2006-2016, utilizando as palavras-chave: “mobilização precoce”, “unidade de terapia intensiva” (UTI), “early mobilization”, “intensive care unit (ICU)”, “physiotherapy”. Resultados e discussão: Diante da análise dos estudos, verificou-se que que a implementação da mobilização de forma precoce trouxe diversos benefícios, incluindo aumento na força muscular, melhora na capacidade funcional, melhora nos parâmetros respiratórios, diminuição do tempo de ventilação mecânica e internação hospitalar e redução da mortalidade, demonstando a importância da sua aplicabilidade na redução dos efeitos deletérios decorrentes da imobilização.
Abstract: Introduction: The loss of mobility, common in critically ill patients affects several organs and systems, helping to reduce the functional capacity and the generation of musculoskeletal disorders such as muscle weakness and musculoskeletal deformities. Early mobilization has been used as a method of reducing the effects of prolonged immobility. The aim of this study was to evaluate the effects of early mobilization in respiratory and musculoskeletal systems. Methods: A literature search was conducted through the electronic databases Medline, Lilacs and Scielo, between the period of 2006-2016, using the key words: "early mobilization", "intensive care unit" (ICU) "early mobilization", "intensive care unit (ICU)", "physiotherapy". Results and discussion: Based on the analysis of the studies, it was found that the implementation of mobilization early on brought many benefits, including increased muscle strength, improved functional capacity, improvement in respiratory parameters, decrease the duration of mechanical ventilation and hospitalization hospital and mortality reduction, showcasing the importance of its applicability in reducing the deleterious effects of immobilization.
URI: http://monografias.ufrn.br/jspui/handle/123456789/2196
Other Identifiers: 2014222354
Appears in Collections:Especialização em Fisioterapia Cardiorrespiratória

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Efeitos da mobilização precoce nos sistemas respiratório e osteomioarticular_2016_TCCEspecializaçãoTexto Completo225,83 kBAdobe PDFThumbnail
View/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.