Please use this identifier to cite or link to this item: http://monografias.ufrn.br/handle/123456789/1993
Full metadata record
DC FieldValueLanguage
dc.contributor.advisorVersieux, Leonardo de Melo-
dc.contributor.authorSilva, Mayara Flor Pereira-
dc.date.accessioned2016-04-06T11:04:28Z-
dc.date.available2016-04-06T11:04:28Z-
dc.date.issued2015-
dc.identifier2010059786pr_BR
dc.identifier.citationSILVA, Mayara Flor Pereira da. Análise do esforço amostral para estudos de flora (angiospermas) no RN. 2015. 25 f. Trabalho de Conclusão de Curso ( Graduação em Ecologia)- Centro de Biociências, Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2015.pr_BR
dc.identifier.urihttp://monografias.ufrn.br/jspui/handle/123456789/1993-
dc.description.abstractThe richness of species in a given region is widely used to identify priority areas for preservation and conservation. However, lack of sampling can lead to misunderstandings. In this study, an analysis was made of the sampling effort of angiosperms based on herbaria data for the state of Rio Grande do Norte (RN). We used a total of 38,811 records available in online databases as well as from UFRN herbarium, and of this total, 4,370 were excluded due to errors and / or insufficient information, totaling 34,441 collections. We plot the data collection on a map with grids of 0.5 ° x 0.5 ° and analyzed the sampling effort using ArcGIS Geographic Information System. Analyses of collections showed that the sampling effort is more intense in protected areas; close to major cities, and in area containing influence (historical expeditions, geographic proximity) of universities campi. Also, we identified the intensity of collection by year and noted that, in general, the number of collections is increasing. The 10 families and 10 genera most sampled among the angiosperms in RN are presented. We observed that the areas of highest sampling effort are isolated and, due to the gaps between them, it may result in errors when proposing priority areas for conservation. High floristic potential areas, especially those surrounding the islands of collection that have high taxa richness may be being neglected by the fact they are still under-collected. We indicate which are the families and genera that have been more collected and this information can guide future collections as well as the management and decisions of incorporation of new specimens in herbaria scientific collectionspr_BR
dc.languagept_BRpr_BR
dc.publisherUniversidade Federal do Rio Grande do Nortepr_BR
dc.rightsopenAccesspr_BR
dc.subjectAcervos biológicospr_BR
dc.subjectBancos de dadospr_BR
dc.subjectColeções de herbáriopr_BR
dc.subjectFlorísticapr_BR
dc.subjectNordestepr_BR
dc.subjectUnidade de Conservaçãopr_BR
dc.titleAnálise do esforço amostral para estudos de flora (angiospermas) no RNpr_BR
dc.title.alternativeAnalysis of sampling effort for flora (angiosperms) studies in RNpr_BR
dc.typebachelorThesispr_BR
dc.contributor.referees1Cestaro, Luiz Antônio-
dc.contributor.referees2Dias, Ana Cristina Aguiar-
dc.description.resumoA riqueza de espécies em uma dada região é amplamente utilizada na identificação de áreas prioritárias para preservação e conservação. Contudo, o déficit amostral pode conduzir a equívocos. No presente trabalho, foi feita uma análise do esforço amostral de angiospermas, a partir de dados de herbários para o estado do Rio Grande do Norte (RN). Utilizou-se um total de 38.811 registros disponíveis em bancos de dados on-line e do herbário UFRN, sendo que desse total, foram excluídos 4.370 registros com erros e/ou com insuficiência de informações, finalizando a base amostral em 34.441 coletas. Plotamos os dados de coletas em um mapa com grids de 0,5° x 0,5° e analisamos o esforço amostral usando o Sistema de Informação Geográfica ArcGIS. As análises das áreas com maior número de coletas mostraram que o esforço amostral é mais intenso em unidades de conservação, próximo às grandes cidades e em área contendo influência (histórico de expedições, proximidade geográfica) de universidades. Identificamos, também, a intensidade de coleta por ano amostrado e observamos que, em geral, o número de coletas vem aumentando. São apresentadas as 10 famílias e os 10 gêneros mais amostrados dentre as angiospermas no RN. Observamos que as áreas de maior esforço amostral se encontram ilhadas e, em decorrência dos vazios entre elas, pode-se incorrer em erros ao se propor áreas prioritárias para conservação. Áreas de elevado potencial florístico, especialmente aquelas vizinhas às ilhas de coleta que apresentam elevada riqueza de táxons, podem estar sendo negligenciadas pelo fato de encontrarem-se subamostradas. Indicamos quais são as famílias e gêneros que têm sido mais coletados e essa informação poderá nortear as coletas futuras, bem como o manejo e decisões de incorporação de novos espécimes nas coleções científicas dos herbáriospr_BR
dc.publisher.countryBrasilpr_BR
dc.publisher.departmentEcologiapr_BR
dc.publisher.initialsUFRNpr_BR
Appears in Collections:Ecologia

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
EsforçoAmostral_Silva_2015.pdfMonografia 699.41 kBAdobe PDFThumbnail
View/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.