Please use this identifier to cite or link to this item: http://monografias.ufrn.br/handle/123456789/1987
Title: Saturação de CO2 e metabolismo bacteriano em reservatórios de duas regiões distintas no Semiárido equatorial
Authors: Andrade, Anízio Souza
Keywords: Respiração bacteriana.;Ciclo do carbono.;Mudanças climáticas.
Issue Date: 2015
Publisher: Universidade Federal do Rio Grande do Norte
Citation: ANDRADE, Anízio Souza. Saturação de CO2 e metabolismo bacteriano em reservatórios de duas regiões distintas no Semiárido equatorial. 2014. 30 f. Trabalho de Conclusão de Curso (Bacharelado em Ecologia)- Departamento de Ecologia, Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2014.
Portuguese Abstract: Grande parte do carbono orgânico exportado do ambiente terrestre. Parte deste processamento é realizado pelas bactérias heterotróficas através da produção secundária bacteriana (PB) ou através da respiração bacteriana (RB) lançando CO2 diretamente na atmosfera. Entretanto, pouco se sabe a respeito da regulação dos processos de decomposição em regiões tropicais, sobretudo no semiárido onde a dinâmica de chuvas é bastante heterogênea no tempo e espaço. De acordo com o Painel Intergovernamental sobre Mudanças Climáticas (do inglês, IPCC), o semiárido brasileiro poderá ter secas ainda mais longas e frequentes aumentando a susceptibilidade dos lagos à eutrofização. Diante disso, torna-se extremamente relevante entender quais os efeitos da redução das chuvas sobre os processos metabólicos em ecossistemas aquáticos. Este trabalho tem como objetivo testar a hipótese de que em regiões úmidas do semiárido as concentrações de pCO2 sejam mais altas que regiões secas, onde por sua vez, o metabolismo seja maior nessa ultima região. Para isso, mensuramos a pCO2 e o metabolismo microbiano nos períodos de seca e chuva em 16 reservatórios distribuídos em duas regiões no semiárido brasileiro que se diferem quanto ao nível de precipitação. Para a pCO2 não houve diferença entre as épocas de seca e chuva, mas foi significativamente maior nos reservatórios da região maior precipitação. Por outro lado, o metabolismo bacteriano foi maior nos reservatórios no período de seca. Em resposta disso, com a redução da precipitação deverá haver uma queda na saturação de CO2, porém, o metabolismo microbiano tenderá ser mais acelerado. Com isso, a redução das chuvas para a região do semiárido brasileiro tende a eutrofizar os mananciais, devido ao aumento nas concentrações dos nutrientes em decorrência da evaporação, reduzindo a saturação de CO2 e aumentando as taxas metabólicas microbianas, aumentando a mineralização do carbono orgânico.
URI: http://monografias.ufrn.br/jspui/handle/123456789/1987
Other Identifiers: 2012934873
Appears in Collections:Ecologia

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
MetabolismoBacteriano_Andrade_2015.pdfMonografia788,52 kBAdobe PDFThumbnail
View/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.