Please use this identifier to cite or link to this item: http://monografias.ufrn.br/handle/123456789/1764
Full metadata record
DC FieldValueLanguage
dc.contributor.advisorCARVALHO, Vicente Vitoriano Marques-
dc.contributor.authorLemos, Ébeson Rolim-
dc.date.accessioned2016-01-11T18:41:57Z-
dc.date.available2016-01-11T18:41:57Z-
dc.date.issued2015-12-09-
dc.identifier2010018060pr_BR
dc.identifier.citationLEMOS, Ébeson Rolim. A Galeria do Povo: um movimento histórico da arte potiguar. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Artes Visuais), Departamento de Artes, Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2015.pr_BR
dc.identifier.urihttp://monografias.ufrn.br/jspui/handle/123456789/1764-
dc.description.abstractO trabalho procura evidenciar a história do movimento artístico da Galeria do Povo idealizado por Eduardo Alexandre de Amorim Garcia. O movimento de arte democratizou o acesso às artes visuais na cidade de Natal e utilizou um território informal. Durante o cerco militar imposto pela ditadura no Brasil, estabeleceu um novo meio de diálogo e interação entre o público e artistas, no final dos anos 1970. O movimento artístico encontrou na Praia dos Artistas um espaço de exibição alternativo e experimental de bens culturais destacando a participação da sociedade no processo de exposição. Os dados coletados apontam o pioneirismo em utilizar um espaço alternativo, neste caso os muros na orla da praia como espaço expositivo na cidade de Natal. As ramificações de novas ações envolvendo o conhecimento, as artes e a cultura se expandiram para outros espaços, associando propostas promovidas pelo Mural Universitário, Mural Escolar e a Casa do Produtor Cultural almejadas por Eduardo Alexandre.pr_BR
dc.languagept_BRpr_BR
dc.publisherUniversidade Federal do Rio Grande do Nortepr_BR
dc.rightsopenAccesspr_BR
dc.subjectGaleria do Povo, história da arte do Rio Grande do Norte, espaço expositivo alternativopr_BR
dc.titleA galeria do povo: um movimento histórico da arte potiguarpr_BR
dc.typebachelorThesispr_BR
dc.contributor.referees1Carvalho, Vicente Vitoriano Marques-
dc.contributor.referees2Costa, Maria Helena Braga e Vaz da-
dc.description.resumoO trabalho procura evidenciar a história do movimento artístico da Galeria do Povo idealizado por Eduardo Alexandre de Amorim Garcia. O movimento de arte democratizou o acesso às artes visuais na cidade de Natal e utilizou um território informal. Durante o cerco militar imposto pela ditadura no Brasil, estabeleceu um novo meio de diálogo e interação entre o público e artistas, no final dos anos 1970. O movimento artístico encontrou na Praia dos Artistas um espaço de exibição alternativo e experimental de bens culturais destacando a participação da sociedade no processo de exposição. Os dados coletados apontam o pioneirismo em utilizar um espaço alternativo, neste caso os muros na orla da praia como espaço expositivo na cidade de Natal. As ramificações de novas ações envolvendo o conhecimento, as artes e a cultura se expandiram para outros espaços, associando propostas promovidas pelo Mural Universitário, Mural Escolar e a Casa do Produtor Cultural almejadas por Eduardo Alexandre.pr_BR
dc.publisher.countryBrasilpr_BR
dc.publisher.departmentArtes Visuaispr_BR
dc.publisher.initialsUFRNpr_BR
dc.subject.cnpqArte, história da arte, história da arte do Rio Grande do Nortepr_BR
dc.contributor.referees3Garcia, Eduardo Alexandre de Amorim-
Appears in Collections:Artes Visuais

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
TCC - Ébeson Rolim Lemos - 2015.pdf17 MBAdobe PDFThumbnail
View/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.