Please use this identifier to cite or link to this item: http://monografias.ufrn.br/handle/123456789/1697
Title: Bebês prematuros não apresentam preferência por faces nas primeiras horas de vida
Other Titles: BABIES PREMATURE NOT PRESENT IN PREFERENCE FACES IN THE EARLY HOURS OF LIFE
Authors: Almeida, Valéria Azevedo
Keywords: Recém-nascidos. Face. Visão. Percepção;Newborns. Face. vision. perception
Issue Date: 2-Oct-2015
Publisher: Universidade Federal do Rio Grande do Norte
Citation: ALMEIDA, Valéria Azevedo. Bebês prematuros não apresentam preferência por faces nas primeiras horas de vida. 2015. 18 f. Artigo Científico (Graduação em Fisioterapia) - Faculdade de Ciências da Saúde do Trairi, Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Santa cruz, 2015.
Portuguese Abstract: Introdução: Os recém-nascidos possuem discriminação de face e habilidades de percepção ampla para discriminar estímulos. O objetivo do presente estudo foi avaliar o reconhecimento de estímulos faciais em recém-nascidos prematuros nas primeiras horas de vida. Métodos: Foram avaliados 54 recém-nascidos sendo 23 bebês prematuros limítrofes e 31 bebês nascidos a termo. Os estímulos consistiram em duas pranchas brancas em formato de cabeça e pescoço com uma borda externa preta: uma com o desenho de uma face similar ao rosto humano (olhos alinhados acima do nariz e boca), e outra com o desenho de uma face desconfigurada (olhos, boca e nariz desalinhados). Resultados: Recém-nascidos prematuros reconhecem os estímulos faciais e não apresentam preferência por faces configuradas (p=0,42), diferente de recém-nascidos a termos(p=0,003).
Abstract: Introduction: Newborns have face of discrimination and widespread perception skills to discriminate stimuli. The aim of this study was to evaluate the recognition of facial stimuli in preterm infants in the first few hours of life. Methods: We studied 54 newborns and 23 neighboring preterm and 31 term infants. The stimuli consisted of two white boards in head shape and neck with a black outer border: one with the design of a similar face to the human face (lined eyes above the nose and mouth), and one with the drawing of a unconfigured face (eyes, mouth and nose misaligned). Results: Newborns premature recognize facial stimuli and show no preference for faces configured (p = 0.42), unlike newborns terms (p = 0.003).
URI: http://monografias.ufrn.br/jspui/handle/123456789/1697
Other Identifiers: 2011004594
metadata.dc.description.embargo: 2018-10-02
Appears in Collections:Fisioterapia

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Bebês prematuros não apresentam preferência por faces nas primeiras horas de vida 2015.pdf331,46 kBAdobe PDFThumbnail
View/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons