Please use this identifier to cite or link to this item: http://monografias.ufrn.br/handle/123456789/1688
Full metadata record
DC FieldValueLanguage
dc.contributor.advisorMarinho, Cristiane da Silva Ramos-
dc.contributor.authorSantos, Jokasta Nicoly de Araújo-
dc.date.accessioned2015-12-21T19:34:28Z-
dc.date.issued2015-12-04-
dc.identifier2011003120pr_BR
dc.identifier.citationSANTOS, Jokasta Nicoly de Araújo. Acidente de trânsito: análise dos casos de Traumatismo Cranioencefálico ocorridos no Rio Grande do Norte. 2015. 22f. Artigo Científico (Graduação em Enfermagem) - Faculdade de Ciências da Saúde do Trairi, Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Santa Cruz, 2015.pr_BR
dc.identifier.urihttp://monografias.ufrn.br/jspui/handle/123456789/1688-
dc.languagept_BRpr_BR
dc.publisherUniversidade Federal do Rio Grande do Nortepr_BR
dc.rightsembargoedAccesspr_BR
dc.subjectAcidentes de trânsito; Traumatismos encefálicos; Enfermagem.pr_BR
dc.subjectTraffic-accidents; Trauma brain injury; Nursing.pr_BR
dc.titleAcidente de trânsito: análise dos casos de Traumatismo Cranioencefálico ocorridos no Rio Grande do Nortepr_BR
dc.title.alternativeTraffic accident: a review of cases of head trauma that occurred in Rio Grande do Norte.pr_BR
dc.typebachelorThesispr_BR
dc.description.embargo2018-12-17-
dc.contributor.referees1Marinho , Cristiane da Silva Ramos-
dc.contributor.referees2Valença, Cecília Nogueira-
dc.description.resumoOBJETIVOS: caracterizar os pacientes vítimas de acidente de trânsito internados em um Hospital geral da cidade do Natal e o acidente de trânsito sofrido por eles. MÉTODOS: trata-se de uma pesquisa exploratória, transversal, com abordagem quantitativa, de caráter descritivo, realizada com 90 vítimas de acidente de trânsito que tiveram Traumatismo Cranioencefálico, de julho a novembro de 2015. RESULTADOS: Foram encontrados 90% das vítimas estudadas pertenciam ao sexo masculino, 28,9% na faixa etária de 20-29 anos, 43,3% dos acidente foram no domingo, o veículo mais envolvido foi moto (83,3%), entre as vítimas 74,4% eram condutores de moto, 26,7% fazia uso de capacete e 65,6% havia feito uso de bebida alcoólica. A queda de moto representou 50% dos acidentes. Destacou-se o Traumatismo Cranioencefálico leve. CONCLUSÃO: os resultados da pesquisa são fontes de informação para a vigilância em saúde, pois contribuem para criação de políticas públicas, ações educativas e fiscalização para diminuir a incidência de sinistros.pr_BR
dc.publisher.countryBrasilpr_BR
dc.publisher.departmentEnfermagempr_BR
dc.publisher.initialsUFRNpr_BR
dc.contributor.referees3Morais Filho, Luiz Alves-
Appears in Collections:Enfermagem

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
TCC - ARTIGO FINAL.pdfArtigo principal507,4 kBAdobe PDFThumbnail
View/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.