Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://monografias.ufrn.br/handle/123456789/1633
Título: Terapia de espelho: benefícios da técnica em pacientes com diferentes níveis de comprometimento motor pós-acidente vascular encefálico (AVE)
Título(s) alternativo(s): Mirror Therapy: technique benefits in different motor impairment in post-stroke subjects
Autor(es): Silva, Ilane Cristina da
Palavras-chave: AVE; Terapia de Espelho; Comprometimento motor; Padrões Motores; Atividades Específicas; Membro superior; Reabilitação.;Stroke; Mirror therapy; Motor impairment; Engines standards; Specific activities; Upper limb; Rehabilitation.
Data do documento: 3-Dez-2015
Editor: Universidade Federal do Rio Grande do Norte
Referência: SILVA, Ilane Cristina da. Terapia de espelho: benefícios da técnica em pacientes com diferentes níveis de comprometimento motor pós acidente vascular encefálico (AVE).2015. 35f. Artigo científico (Graduação em Fisioterapia) - Faculdade de Ciências da Saúde do Trairi, Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Santa Cruz, 2015.
Resumo: RESUMO Objetivo: Avaliar os benefícios da Terapia de Espelho (TE) em pacientes com diferentes níveis de comprometimento motor pós-AVE com dois protocolos de terapia distintos. Métodos: Trata-se de um estudo quase experimental, cego e randomizado, com 27 indivíduos na fase crônica do AVE que foram recrutados da Clínica Escola de Fisioterapia da Faculdade de Ciências da Saúde do Trairi (Facisa/UFRN). Os participantes foram randomizados em dois grupos de intervenção: grupo de TE com padrões motores de movimento (PM, n=13) e grupo de TE com atividades específicas funcionais (AE, n=14). As avaliações de comprometimento motor (Escala de Fugl-Meyer – FM) e funcionalidade (Medida de Independência Funcional – MIF) foram realizadas no pré e pós-tratamento, e após 3 meses do término das sessões (follow-up). Em cada grupo de intervenção havia pacientes classificados com comprometimento motor leve, moderado ou grave, de acordo com a FM. Todos os participantes receberam 15 sessões de TE, 3 vezes na semana com duração de 50 minutos. Resultados: Nos níveis moderado e grave, houve significância estatística para a FM do pré para o follow-up tanto para PM (moderado e grave – p=0,038) quanto para AE (moderado – p=0,019; grave – p=0,018). Ambos os grupos (PM e AE) mostraram melhorias significativas nos escores de FM total no pós-tratamento e follow-up (p<0,05). Entretanto, apenas o grupo AE teve melhoras funcionais na avaliação da MIF. Conclusão: A TE mostrou-se eficaz para ganhos motores e funcionais em pacientes pós-AVE, e os indivíduos com comprometimento motor moderado grave foram os que mais se beneficiaram da técnica.
Abstract: ABSTRAT: Objective: Evaluate the benefits of Mirror Therapy (MT) in patients with different motor impairment levels post-stroke with two different therapy protocols. Methods: It is a quasi-experimental study, blind and randomized. With 27 individuals in the chronic phase of stroke who were recruited of Clinical School of Physiotherapy, Faculty of Health Sciences Trairi (FACISA / UFRN). Participants were randomized into two intervention groups: MT group with motion motor patterns (PM, n = 13) and TE group with specific functional activities (AE, n = 14). The motor impairment assessments (Fugl-Meyer Scale - FM) and (Functional Independence Measure - FIM) were performed before and after treatment, and after 3 months of the end of the sessions (follow-up). In each intervention group patients were classified as mild, moderate or severe motor impairment according to FM. All participants received 15 sessions of TE, 3 times a week lasting 50 minutes. Results: In moderate and severe levels, there was statistical significance for the pre FM for follow-up for both PM (moderate and severe - p = 0.038) and for AE (moderate - p = 0.019; severe - p = 0.018). Both groups (AM and AE) showed significant improvements in overall FM scores at post-treatment and follow-up (p <0.05). However, only the EA group had functional improvements in the assessment of FIM. Conclusion: The MT was effective for engines and functional gains in post-stroke patients, and individuals with moderate to severe motor impairment were the most benefited from the technics.
URI: http://monografias.ufrn.br/jspui/handle/123456789/1633
Outros identificadores: 2011004816
metadata.dc.description.embargo: 2018-12-14
Aparece nas coleções:FACISA - Fisioterapia



Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.