Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://monografias.ufrn.br/handle/123456789/1571
Título: Resistência de união de sistemas adesivos experimentais contendo fotoiniciadores alternativos: estudo in vitro
Autor(es): Moreno, Gabriella Bezerra Pinheiro
Palavras-chave: Dentina;Fotoiniciadores Dentários;Adesivos Dentinários
Data do documento: 10-Jun-2015
Editor: Universidade Federal do Rio Grande do Norte
Referência: MORENO, Gabriella Bezerra Pinheiro. Resistência de união de sistemas adesivos experimentais contendo fotoiniciadores alternativos: estudo in vitro. 2015. 9 f. Monografia (Graduação em Odontologia) - Departamento de Odontologia, Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2015.
Resumo: Propósito: O presente estudo avaliou o impacto da formulação de sistemas adesivos simplificados com diferentes combinações de fotoiniciadores (Canforoquinona, fenilpropadiona e óxido bis-alquil fosfínico), associados ou não a um catalisador de polimerização difeniliodônio em relação a resistência da união em dentina. Materiais e Métodos: Quatorze sistemas adesivos experimentais foram manipulados, variando-se a presença dos fotoiniciadores e o co-iniciador utilizado foi o etil 4-dimetilamino benzoato (EDMAB). Foram selecionados 140 incisivos bovinos que tiveram seu esmalte desgastado, obtendo-se uma superfície de dentina plana. Cavidades cônicas padronizadas foram confeccionadas e os dentes foram distribuídos em 14 grupos de acordo com o sistema adesivo empregado. A dentina foi condicionada com ácido fosfórico a 35% de acordo com as recomendações do fabricante. O excesso de água remanescente foi removido e então, duas camadas de cada sistema adesivo foram aplicadas, e fotoativadas por 10 s através do aparelho de LED Bluephase G2. Os compósitos foram inseridos na cavidade em incremento único e após 24 h foram submetidas ao teste de resistência de união push-out realizado em uma máquina universal de ensaios (0,5 mm / min) até a falha. Resultados: O ANOVA mostrou que houve diferenças estatisticamente significativas apenas para a presença do catalisador (p<0,01). Os sistemas adesivos formulados com PPD associado ao BAPO ou com esses fotoiniciadores isolados mostraram resistência de união inferior na ausência do catalisador. Conclusão: A presença do catalisador causou uma regeneração das propriedades mecânicas da camada hibrida, aumentando a resistência de união das amostras.
URI: http://monografias.ufrn.br/jspui/handle/123456789/1571
Outros identificadores: 2010067568
Aparece nas coleções:Odontologia

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
[2015] RESISTÊNCIA DE UNIÃO DE SISTEMAS ADESIVOS EXPERIMENTAIS CONTENDO FOTOINICIADORES ALTERNATIVOS _ ESTUDO IN VITRO.pdftrabalho de conclusão de curso - odontologia 2015.1368,53 kBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.