Please use this identifier to cite or link to this item: http://monografias.ufrn.br/handle/123456789/1458
Title: Estudo epidemiológico de doenças orais diagnosticadas em adolescentes atendidos na clínica de estomatologia da ufrn
Authors: Moreira, Deborah Gondim Lambert.
Keywords: Adolescentes;Prevalência;Epidemiologia
Issue Date: 12-Jun-2015
Publisher: Universidade Federal do Rio Grande do Norte
Citation: MOREIRA, Deborah Gondim Lambert. Estudo epidemiológico de doenças orais diagnosticadas em adolescentes atendidos na clínica de estomatologia da ufrn. 2015. 16 f. Monografia (Graduação) - Departamento de Odontologia, Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2015.
Portuguese Abstract: Introdução: Estudos epidemiológicos sobre as principais doenças orais em indivíduos jovens referem-se, em sua grande maioria, à faixa etária pediátrica, com enfoque predominante na cárie dentária, doença periodontal e problemas relacionados com a má oclusão. O reduzido número de estudos envolvendo indivíduos da faixa etária compreendida entre 10 e 19 anos (adolescência), leva à necessidade de mais pesquisas objetivando investigar a prevalência e epidemiologia das doenças orais e para-orais em adolescentes. Objetivo: Realizar uma análise retrospectiva das lesões diagnosticadas em adolescentes, identificando o tipo de doença dos tecidos moles e/ou ósseos mais prevalentes na amostra. Material e Método: A pesquisa caracterizou-se como um estudo analítico transversal, onde foram incluídos todos os pacientes com faixa etária de 10 a 19 anos atendidos na Clínica de Estomatologia da UFRN, no período de 2005 a 2014. Foram coletados dados referentes às informações clínicas como gênero, idade, região da lesão e os resultados histopatológicos quando necessário para o diagnóstico. Resultados: Foram atendidos 465 adolescentes sendo diagnosticadas 362 lesões. A maioria dos pacientes era do gênero feminino (56,8%) e a localização mais comum, o lábio inferior (21,4%). As lesões de natureza inflamatória/reacionais foram as mais prevalentes (31,8%), seguidas de neoplasias benignas (6,4%) e de cistos e tumores odontogênicos (5,2%). A lesão mais comum foi o fenômeno de extravasamento de muco com 59 casos (16,3%). Conclusões: O conhecimento das lesões orais mais frequentes em adolescentes é importante para o estabelecimento de diagnósticos mais precisos e o elevado número de lesões reacionais/inflamatórias reforça a necessidade de orientações no sentido de alertar esses pacientes sobre os riscos de fatores crônicos irritantes sobre a mucosa oral.
Abstract: Background: Epidemiological studies of oral diseases in young individuals refer to, for the most part, the pediatric age group, with predominant focus on dental caries, periodontal disease and problems related to malocclusion. The small number of studies involving individuals in the age group between 10 and 19 years (adolescence) leads to the requirement for more research to investigate the prevalence and epidemiology of oral diseases in adolescents. The aim of this study was to perform a retrospective analysis of lesions diagnosed in adolescents, identifying the type of most prevalent soft tissue disease and / or bone in the sample. Methods: The research, characterized as a cross-sectional study, attended all the patients aged 10 to 19 years in Stomatology Clinic of UFRN, from 2005 to 2014. Clinical data was collected regarding the information about the patients were included as gender, age, region of injury and histopathological results when necessary for diagnosis. Results: From the 465 patients, were diagnosed 362 injuries. Most patients were female (56.8%) and the most common location, was the lower lip (21.4%). Inflammatory and reactive lesions were the most prevalent (31.8%), followed by benign neoplasms (6.4%) and odontogenic cysts and tumors (5.2%). The most common lesion was mucus extravasation phenomenon in 59 cases (16.3%). Conclusions: Knowledge of the most frequent oral lesions in adolescents is important for establishing diagnoses that are more accurate on the high number of reactive / inflammatory lesions, reinforces the need for guidelines to alert these patients about the risks of chronic irritants factors on the mucosa oral.
URI: http://monografias.ufrn.br/jspui/handle/123456789/1458
Other Identifiers: 2010067479
Appears in Collections:Odontologia

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
[2015] ESTUDO EPIDEMIOLÓGICO DE DOENÇAS ORAIS DIAGNOSTICADAS EM ADOLESCENTES ATENDIDOS NA CLÍNICA DE ESTOMATOLOGIA DA UFRN.pdftrabalho de conclusão de curso - odontologia 2015.1535,2 kBAdobe PDFThumbnail
View/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.