Please use this identifier to cite or link to this item: http://monografias.ufrn.br/handle/123456789/11971
Title: Ecos coloniais: decolonização e Necropolítica no pensamento de Achille Mbembe
Authors: Romão Junior, Antonio José
Keywords: Cultura. Necropolítica. Decolonialidade.
Issue Date: 2021
Publisher: Universidade Federal do Rio Grande do Norte
Citation: ROMÃO JUNIOR, Antonio José. Ecos coloniais: decolonização e cecropolítica no pensamento de Achille Mbembe. 2021. 31f. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Filosofia) - Departamento de Filosofia, Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2021.
Portuguese Abstract: Partindo de uma curiosidade para melhor compreender a cultura da qual pertenço, me pus a investigar a história da América Latina, com um foco no processo colonizatório que segue até os dias atuais. Compreendendo que esse é um projeto visceral, é possível até hoje perceber seus efeitos em diversos âmbitos do dia a dia, como na política ou na religião. Para este estudo, percorri as obras de autores de outros lugares, mas que também foram alvos desse processo, como o africano Achille Mbembe que cunhou o termo necropolítica para dar cabo de explicar as formas atuais de se fazer política; indígenas brasileiros e outros intelectuais latinos, em busca de uma narrativa dos povos que tiveram suas falas sufocadas e suas histórias contadas por terceiros. Diante desse terrível panorama, a ideia é a superação dessa necropolítica para uma nova forma de política, sem etnocentrismo, mas sim, uma elevação coletiva em humanidade, ajudando a pensar novos caminhos, novas formas de estar no mundo e se relacionar com o Outro.
Abstract: Starting from a curiosity to better understand the culture of which I belong, I’ve put myself to investigate the history of Latin America, with a focus on the colonization process that continues to the present day. Understanding that this is a visceral project, it is still possible to perceive its effects in various areas of everyday life, such as politics or religion. For this study, I went through the works of authors from other places, but who were also targets of this process, such as the african Mbembe who coined the term necropolitics to explain the current ways of doing politics; brazilian indians and other latin intellectuals, in search of a narrative of the peoples who had their speeches suffocated and their stories told by third parties. Faced with this terrible panorama, the idea is to overcome this necropolitics to a new form of politics, without ethnocentrism, but rather, a collective elevation in humanity, helping to think new paths, new ways of being in the world and to relate to the Other.
URI: http://monografias.ufrn.br/handle/123456789/11971
Other Identifiers: 2014060990
Appears in Collections:Filosofia (bacharelado)

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Ecoscoloniais_RomãoJunior_2021221,29 kBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.