Please use this identifier to cite or link to this item: http://monografias.ufrn.br/handle/123456789/11592
Title: Análise dos facilitadores, barreiras e da percepção de crianças com deficiência auditiva e suas famílias sobre o uso de dispositivos auditivos
Authors: Prudêncio, Marília Cardoso
Keywords: Reabilitação da Deficiência Auditiva;Auxiliares de Audição;Criança;Família;Cooperação e Adesão ao Tratamento;Correction of Hearing Impairment;Hearing Aids;Family;Treatment Adherence and Compliance;Child;Atividades Diárias;Perda auditiva;Questionários;Hearing loss;Daily living activities;Questionnaires
Issue Date: 23-Apr-2021
Publisher: Universidade Federal do Rio Grande do Norte
Citation: PRUDÊNCIO, Marília Cardoso. Análise dos facilitadores, barreiras e da percepção de crianças com deficiência auditiva e suas famílias sobre o uso de dispositivos auditivos. 2021. 66 f. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Fonoaudiologia) - Centro de Ciências da Saúde, Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2021.
Portuguese Abstract: RESUMO ARTIGO 1 Objetivo: avaliar o tempo de uso (horas/dia) dos Aparelhos de Amplificação Sonora Individual (AASI) em crianças com deficiência auditiva, usuárias de um serviço do Sistema Único de Saúde, bem como analisar os fatores que influenciaram a adesão ao uso dos dispositivos nesta população. Método: estudo transversal, descritivo-analítico, aprovado pelo Comitê de Ética em Pesquisa da instituição proponente. A amostra foi constituída por 49 crianças com perda auditiva sensorioneural de graus leve a profundo. Os instrumentos de coleta foram a ferramenta de data logging de seus aparelhos auditivos, bem como os dados de prontuários, o registro de frequência e da Escala de Envolvimento Familiar na (re) habilitação. Realizada a análise estatística descritiva e inferencial, com emprego do modelo de regressão múltipla, considerando como variável dependente o uso do AASI (horas/dia) em função de variáveis independentes selecionadas. Resultados: O uso dos aparelhos auditivos por mais de 10h/dia ocorreu para 51,02%% da amostra na orelha direita e 42,85% na orelha esquerda. O fator influenciador na adesão ao uso dos dispositivos auditivos foi o grau da perda auditiva na orelha direita e os demais fatores não impactaram significativamente no uso do aparelho auditivo na amostra estudada. Conclusão: Das 49 crianças, 31 (63,26%) utilizaram o AASI por mais de 10 horas/dia em alguma das orelhas. Recomenda-se estudos multicêntricos para a ampliação dos conhecimentos acerca da adesão ao uso dos aparelhos auditivos em crianças brasileiras. RESUMO - ARTIGO 2 Objetivo: analisar a autopercepção de crianças com deficiência auditiva usuárias de dispositivos auditivos e de suas famílias quanto ao seu uso diário, comparando o uso referido com os dados de data logging, bem como conhecer os benefícios autorrelatados com os dispositivos. Método: estudo transversal, observacional, descritivo-analítico, aprovado em Comitê de Ética institucional. Aplicados questionários a 38 famílias e crianças com deficiência auditiva sobre o uso e benefício com os dispositivos, bem como coletado o número de horas/dia por data logging. Realizada a análise descritiva e comparativa, por meio do coeficiente Kappa entre o data logging e o uso referido pelas crianças e famílias, além da análise qualitativa sobre a percepção das crianças e famílias acerca dos dispositivos. Resultados: As crianças e as famílias superestimaram, respectivamente, em média, 5,3 e 2,5 horas por dia o tempo de uso em comparação à medida de data logging. Tanto crianças quanto famílias referiram benefícios com o uso dos equipamentos, embora o uso e manuseio dos microfones remotos tenha sido o maior desafio identificado. Conclusão: Houve discordância entre o número de horas relatadas pelas crianças e famílias entre si, bem como delas e a medição do data logging. As famílias referiram a necessidade de mais orientações quanto ao manuseio e uso de microfones remotos, o que aponta para a importância da intervenção personalizada voltada ao empoderamento destes familiares e crianças, com o envolvimento da equipe escolar e rede de apoio, identificadas pelas famílias como essenciais para o uso efetivo dos dispositivos auditivos.
Abstract: ABSTRACT - PAPER 1 Purpose: to evaluate the time of use (hours / day) of the Hearing Aids (HA) in hard of hearing children, users of a service of the Unified Health System, as well as to analyze the factors that influenced the adherence to the use of the hearing devices in this population. Method: cross-sectional, descriptive-analytical study, approved by the Research Ethics Committee of the institution. The sample consisted of 40 children with mild to profound sensorineural hearing loss. The collection instruments were their hearing aids data logging tool, as well as data from medical records, the record of frequency and family involvement in (re) habilitation. Descriptive and inferential statistical analysis was performed, using the multiple regression model, considering the use of hearing aids as a dependent variable in function of selected independent variables. Results: The use of hearing aids for more than 10 hours / day occurred for 51.02 %% of the sample in the right ear and 42.85% in the left ear. The influencing factor in adherence to the use of hearing aids was the degree of hearing loss in the right ear and the other factors did not significantly impact the use of the hearing aid in the sample studied. Conclusion: Of the 49 children, 31 (63.26%) used hearing aids for more than 10 hours / day in any of the ears. Multicenter studies are recommended to expand knowledge about adherence to the use of hearing aids in Brazilian children. ABSTRACT - PAPER 2 Purpose: to analyze the self-perception of hard of hearing children using hearing devices and their families regarding their daily use, comparing the referred use with data logging data, as well as knowing the self-reported benefits with the devices. Method: cross-sectional, observational, descriptive-analytical study, with quantitative and qualitative analysis, approved by the Research Ethics Committee of the proposing institution. Questionnaires adapted were applied to 38 families and their children to evaluate the use and perceived benefit with hearing aids and other devices in different day-to-day situations, as well as collected the number of hours/day of use of these devices. Results: children and families overestimated, on average, 5.3 and 2.5 hours per day, respectively, the time of hearing device use compared to the data logging measure. Both children and families reported benefits from the use of the equipment, although the use and handling of remote microphones was the biggest challenge identified. Conclusion: There was a disagreement between the number of hours reported by children and families among themselves, as well as between them and the data logging measure. Families reported the need for further guidance on the handling and use of remote microphones, which points to the importance of personalized intervention for the empowerment of these family members and children, with the involvement of the school team and support network, identified by the families as essential for the effective use of hearing devices by children with hearing loss.
URI: http://monografias.ufrn.br/handle/123456789/11592
Other Identifiers: 20170015818
Appears in Collections:Fonoaudiologia

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Análisedosfacilitadoresbarreiras_Prudêncio_2021
Restricted Access Until 2023-04-30
Parte da Monografia submetido para as revistas CODAs e ACR.
Texto Completo3,28 MBAdobe PDFView/Open    Request a copy


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons