Please use this identifier to cite or link to this item: http://monografias.ufrn.br/handle/123456789/11446
Title: Atividade antibacteriana de carboidratos extraídos de Gracilaria birdiae cultivadas na praia de Pitangui-Extremoz-RN sobre biofilmes bacterianos
Authors: Paz, Airton Carlos Dias
Keywords: Gracilaria;Atividade antibactericida;Alga vermelha;Antibacterial activity;Red Seaweed
Issue Date: 29-Nov-2019
Publisher: Universidade Federal do Rio Grande do Norte
Citation: PAZ, Airton Carlos Dias. Atividade antibacteriana de carboidratos extraídos de Gracilaria birdiae cultivadas na praia de Pitangui-Extremoz-RN sobre biofilmes bacterianos. 2019. 30 f. Trabalho de conclusão de curso (Graduação em Engenharia de Aquicultura) – Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2019.
Portuguese Abstract: O cultivo de algas propicia condições que combina proteção à biodiversidade, através de melhores condições ambientais para que as populações tradicionais de pescadores/as e produtores de algas possam desenvolver suas atividades e garantir sua sustentabilidade socioeconômica e cultural. A Gracilaria birdiae é uma Rodophyta (alga vermelha) a qual produz ágar, uma mistura de polímeros de agarose e agaropectina têm demonstrado diversas atividades biológicas relevantes, como atividade antimicrobiana, por exemplo. Muitas infecções bacterianas estão associadas a capacidade que estes microrganismos tem de formarem biofilmes, o que é essencial para colonização dos mais diversos ambientes, além de conferirem altos níveis de resistência. Neste sentido, a descoberta de novas moléculas que apresentem efeito antimicrobiano ou ainda sejam capazes de inibir a formação de biofilmes, constitui-se como um alvo a ser atingido. O objetivo desse trabalho foi avaliar a atividade antibacteriana e antibiofilme de carboidratos extraídos de G. bidiae sobre bactérias relacionadas a infecções. As algas provenientes do cultivo foram lavadas com água corrente, posteriormente foram forradas em papel madeira e secadas em estufa aerada e triturada. Foi realizado a delipidação e a proteólise (retirada de pigmentação e proteínas). Após esse processo foi feita a filtragem para a retirada somente do liquido. Foi obtido 950 mL de líquido, adicionado o dobro de metanol para a precipitação do extrato. Os Erlenmeyer com o líquido ficaram no gelo por 1 dia. A próxima etapa foi a centrifugação a 8500 x g a 4 °C. Para determinar a atividade antibacteriana, os carboidratos extraídos da alga foram diluídos em concentrações que variavam de 1000 a 15,6 μg/mL e distribuído em placas de 96 poços de poliestireno e fundo plano, com cada suspensão bacteriana ajustada (1 x 10⁶ UFC/mL) em meio TSB e, em seguida, incubadas durante 24 horas a 37 °C. A Susceptibilidade dos microrganismos aos carboidratos foi avaliada através de ensaios e concentração inibitória mínima (CIM), o efeito sobre os biofilmes foi avaliado pela quantificação da biomassa pelo método de coloração cristal violeta (CV) e pelo o número de células viáveis do biofilme por meio da contagem de unidades formadoras de colônias (UFC). Os resultados mostraram uma redução significante da biomassa do biofilme de Staphylococcus aureus nas concentrações de 62,5 μg/mL à 1000 μg/mL, e nas concentrações de 62,5 μg/mL μg/mL à 500 sobre Escherichia coli. Contudo não foi observada atividade significante sobre Staphylococcus epidermidis. Em relação a número de células viáveis dos biofilmes, os carboidratos não apresentaram diferença significativa em relação ao controle. Os resultados obtidos nesse trabalho sugerem que os carboidratos extraídos de G. birdiae possuem uma promissora ação sobre biofilmes de bactérias Gram-positivas e Gram Negativas.
Abstract: Algae cultivation provides conditions that combine biodiversity protection through better environmental conditions so that traditional populations of fishermen and algae producers can develop their activities and ensure their socioeconomic and cultural sustainability. Gracilaria birdiae is a rodophita (red algae) which produces agar polymers, have shown several relevant biological activities, such as antimicrobial activity, for example. Many bacterial infections are associated with the ability of these microorganisms to form biofilms, which is essential for colonization of the most diverse environments, as well as conferring high levels of resistance. In this sense, the discovery of new molecules that have antimicrobial effect or are able to inhibit the formation of biofilms, constitutes as a target to be reached. The objective of this work was to evaluate the antibacterial and antibiofilm activity of carbohydrates extracted from G. bidiae on infectionrelated bacteria. The algae from the cultivation were washed with running water, were later lined in wood paper and dried in an aerated and crushed greenhouse. Delipidation and proteolysis (removal of pigmentation and proteins) were performed. After this process, the filtering was performed to remove only the liquid. 950ml of liquid was obtained, added twice as methanol for the formation of the extract. Erlenmeyers with liquid were on ice for 1 day. The next step was centrifugation at 10,000 rpm at 4 ° C. To determine antibacterial activity, carbohydrates extracted from the algae were diluted to concentrations ranging from 1000 to 15.6 μg / mL and distributed in 96-well flat-bottom polystyrene plates with each adjusted bacterial suspension (1 x 10⁶ CFU / mL) in TSB medium and then incubated for 24 hours at 37 ° C. Susceptibility of microorganisms to carbohydrates was evaluated by tests and minimum inhibitory concentration (MIC), the effect on biofilms was evaluated by quantification of biomass by the crystal violet staining method (CV) and by the number of viable cells of the biofilm by colony forming unit count (CFU). The results showed a significant reduction of Staphylococcus aureus biofilm biomass at concentrations of 62.5 μg / mL to 1000 μg / mL, and at concentrations of 62.5 μg / mL μg / mL at 500 on Escherichia coli. However, no significant activity on Staphylococcus epidermidis was observed. Regarding the number of viable cells in the biofilms, carbohydrates did not present significant difference in relation to the control. The results obtained in this work suggest that carbohydrates extracted from G. birdiae have a promising action on Gram-positive and Gram-negative bacteria biofilms.
URI: http://monografias.ufrn.br/handle/123456789/11446
Other Identifiers: 2014059326
Appears in Collections:Engenharia de Aquicultura

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
TCC_FinalizadoAirton.pdf1,32 MBAdobe PDFThumbnail
View/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons