Please use this identifier to cite or link to this item: http://monografias.ufrn.br/handle/123456789/11225
Full metadata record
DC FieldValueLanguage
dc.contributor.advisorOliveira, Vanessa Teixeira de Lima-
dc.contributor.authorAraújo, Anna Hionara da Silva-
dc.date.accessioned2021-01-25T13:45:36Z-
dc.date.available2021-01-25T13:45:36Z-
dc.date.issued2020-12-02-
dc.identifier20150128841pt_BR
dc.identifier.citationARAÚJO, Anna Hionara da Silva. Grupo usuário do centro de convivência na região do Trairi: condições de saúde e estado nutricional de idosos. 2020. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Nutrição) - Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Faculdade de Ciências da Saúde do Trairi. Santa Cruz, RN, 2020.pt_BR
dc.identifier.urihttp://monografias.ufrn.br/handle/123456789/11225-
dc.description.abstractAging, which can be seen to increase through demographic transition, encompasses several factors, such as physiological, cultural and psychological changes. The objective of the study was to identify the health conditions and nutritional status of a group of elderly people in the region of Trairi / RN. This is a cross-sectional, descriptive, quantitative study conducted with (n = 42) elderly people. A questionnaire with two stages was applied: in the first, a questionnaire regarding health conditions was applied. Subsequently, the anthropometric assessment was performed. The results showed a prevalence of the age group between 60 to 75 years (66.7%), highlighting the female gender (71.4%). The diseases with the highest prevalence were: Hypertension (59.5%) and Diabetes Mellitus (33.3%). It should also be noted that most of them do not practice physical activity (40.5%). Anthropometric data showed that the majority presented obesity according to the body mass index BMI (57.1%), high risk for the development of chronic diseases according to the abdominal circumference (81.9%) and absence of loss of muscle mass, according to the calf circumference (81.9%). When associating anthropometric data, a significant association was observed between BMI and abdominal and calf circumference (p = 0.00 and p = 0.031), possibly highlighting changes in body composition as a risk for the worsening of existing chronic diseases . Thus, the importance of healthier living habits and health promotion is highlighted as a way of avoiding major health compromises among these elderly people.pt_BR
dc.languagept_BRpt_BR
dc.publisherUniversidade Federal do Rio Grande do Nortept_BR
dc.rightsAttribution-NonCommercial-NoDerivs 3.0 Brazil*
dc.rights.urihttp://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/3.0/br/*
dc.subjectEnvelhecimento. Nível de saúde. Estado nutricional. Qualidade de vida.pt_BR
dc.subjectAging. Health status. Nutritional status. Quality of lifept_BR
dc.titleGrupo usuário do centro de convivência na região do Trairi: condições de saúde e estado nutricional de idosospt_BR
dc.typebachelorThesispt_BR
dc.contributor.advisor-co1Araújo, Cynthia Lorena Teixeira dept_BR
dc.contributor.referees1Lima, Amanda Laís Pereira de-
dc.contributor.referees2Sousa, Layanne Cristini Martin-
dc.description.resumoO envelhecimento, em que se pode visualizar seu aumento através da transição demográfica, engloba diversos fatores, tais como alterações fisiológicas, culturais e psicológicas. O objetivo do trabalho foi identificar as condições de saúde e o estado nutricional de um grupo de idosos da região do Trairi/RN. Trata-se de um estudo com delineamento transversal, descritivo, quantitativo, realizado com (n=42) idosos. Foi aplicado um questionário com duas etapas: na primeira, aplicou-se um questionário referente às condições de saúde. Posteriormente realizou-se a avaliação antropométrica. Os resultados evidenciaram uma prevalência de faixa etária entre 60 a 75 anos (66,7%), destacando o sexo feminino (71,4 %). As doenças com a maior prevalência foram: Hipertensão (59,5%) e Diabetes Mellitus (33,3%). Observando-se, ainda, que a maior parte não pratica atividade física (40,5%). Os dados antropométricos mostraram que a maioria apresentou obesidade segundo o índice de massa corporal IMC (57,1%), risco elevado para o desenvolvimento de doenças crônicas segundo a circunferência abdominal (81,9%) e ausência de perda de massa muscular, de acordo com a circunferência da panturrilha (81,9%). Ao associar os dados antropométricos observou-se uma associação significativa entre o IMC e as circunferências abdominais e da panturrilha (p= 0.00 e p= 0.031), destacando, possivelmente, as alterações na composição corporal como um risco para o agravamento de doenças crônicas já existentes. Dessa forma, destaca-se a importância de hábitos de vida mais saudáveis e promoção da saúde como forma de evitar maiores comprometimentos da saúde desses idosos.pt_BR
dc.publisher.countryBrasilpt_BR
dc.publisher.departmentNutriçãopt_BR
dc.publisher.initialsUFRNpt_BR
Appears in Collections:FACISA - Nutrição

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
GRUPOUSUÁRIODOCENTRODECONVIVÊNCIA_SILVA_2020.pdfGRUPO USUÁRIO DO CENTRO DE CONVIVÊNCIA NA REGIÃO DO TRAIRI: CONDIÇÕES DE SAÚDE E ESTADO NUTRICIONAL DE IDOSOS454,98 kBAdobe PDFThumbnail
View/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons