Please use this identifier to cite or link to this item: http://monografias.ufrn.br/handle/123456789/11140
Title: As sentenças intermediárias e a complex enforcement na jurisprudência do STF
Authors: Santos, Hiago Nobre Marques dos
Keywords: Controle de constitucionalidade;Sentenças intermediárias;Complex enforcement
Issue Date: 15-Dec-2020
Publisher: Universidade Federal do Rio Grande do Norte
Citation: SANTOS, Hiago Nobre Marques dos. As sentenças intermediárias e a complex enforcement na jurisprudência do STF. Caicó, RN: 2020. 72f. Trabalho de Conclusão de Curso (Bacharelado em Direito) - Universidade Federal do Rio Grande do Norte. Centro de Ensino Superior do Seridó.
Portuguese Abstract: As sentenças do tipo intermediárias, situadas entre a rejeição e o acolhimento da tese de inconstitucionalidade de determinada norma, são uma solução pensada pela jurisprudência e pela doutrina de vários países, inclusive do Brasil, para evitar situações de desconformidade entre a norma questionada e a Constituição. Entretanto, o tema tem suscitado controvérsias no âmbito doutrinário em relação à sua admissibilidade e aos seus limites. O busílis da questão é o de saber até onde e em que medida pode ou deve ir uma decisão intermediária na jurisdição constitucional, nas suas relações com o Poder Legislativo democraticamente legitimado. Trata-se de aplicação complexa (complex enforcement), vista com uma certa reserva, na qual se relativiza o tradicional binômio do direito (constitucionalidade/inconstitucionalidade) em busca de uma harmonização. São decisões que, pelos efeitos que produzem, ficam de algum modo a meio caminho entre os dois modelos “puros” de decisões que são em tese hipotisáveis na jurisprudência constitucional – as “sentenças intermediárias” não são nem sentenças puras de rejeição (do pedido de inconstitucionalidade), nem sentenças puras de acolhimento. A pesquisa se apoia na doutrina e jurisprudência pertinentes ao tema para explorar o conceito de sentenças intermediárias, a sua utilização e limites na jurisdição constitucional brasileira com análise de casos já julgados no Supremo Tribunal Federal (STF). Os resultados alcançados apontam para uma menos problemática aplicação de sentenças interpretativas e transitivas, em razão da positivação expressa da interpretação conforme à Constituição, da inconstitucionalidade parcial sem redução do texto e da modulação temporal de efeitos no ordenamento brasileiro e, outrossim, para a crescente coerência do STF no uso de decisões com efeito aditivo, tornando-o cada vez mais explícito. Outrossim, é demonstrado que há um cruzamento entre a complex enforcement e o uso de decisões intermediárias, estando essa técnica ainda em fase de aperfeiçoamento no STF.
URI: http://monografias.ufrn.br/handle/123456789/11140
Other Identifiers: 2016075848
Appears in Collections:CERES - Direito

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
SentençasIntermediáriasComplex_Santos_2020.pdfTCC - Hiago - 2020846.02 kBAdobe PDFThumbnail
View/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons