Please use this identifier to cite or link to this item: http://monografias.ufrn.br/handle/123456789/11118
Title: Própolis vermelha: uma perspectiva tecnológica para fins farmacêuticos
Authors: Oliveira, Iago Bruno de Almeida
Keywords: Própolis vermelha;Brasil;Atividades farmacológicas;Tecnologia farmacêutica
Issue Date: 4-Dec-2020
Publisher: Universidade Federal do Rio Grande do Norte
Citation: OLIVEIRA, Iago Bruno de Almeida. Própolis vermelha: uma perspectiva tecnológica para fins farmacêuticos. 2020. 36 f. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Farmácia) - Departamento de Farmácia, Centro de Ciências da Saúde, Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, RN, 2020.
Portuguese Abstract: A própolis vermelha é um recurso natural que pode ser encontrado na região nordeste do Brasil. Foi primeiramente reportada nos mangues do estado de Alagoas, e logo depois foi notificada em outros estados, tais como o Rio Grande do Norte. Atualmente, foram identificados 14 tipos de própolis que são diferenciadas entre si por composição, perfil físico-químico, localização geográfica, além de aspectos macroscópicos, como a coloração. Uma das maiores vantagens da própolis vermelha, em relação as demais, está na sua composição rica em componentes fenólicos, sobretudo, flavonoides, isoflavonas, entre outros, que justificam as potencialidades no tratamento de diversas enfermidades como antimicrobiano, cicatrizante, antitumoral, antiparasitário, anti-helmíntico e antiviral. Embora apresente um excelente background, não é um recurso natural bem explorado em território brasileiro. Um reflexo disto está no número de patentes de invenção que foram depositadas nos últimos anos, onde 25 são brasileiras, contra as 150 da China e 50 da Coréia do Sul, mostrando, também, o interesse asiático na exploração desse recurso natural. Diversos estudos mostraram resultados animadores para a utilização da própolis vermelha em associações medicamentosas no tratamento de pacientes com cepas resistentes a medicamentos a partir do sinergismo reportado, bem como, em nanocarreadores, sobretudo, nanopartículas, para o tratamento de diversas condições clínicas, como a leishmaniose, além de formulações dermocosméticas. Dessa forma, a própolis vermelha se mostrou com grande potencial na prospecção de novos trabalhos científicos envolvendo a utilização da nanotecnologia, sinergismo, entre outros, para o tratamento de diversas enfermidades.
Abstract: The brazilian red propolis is a natural resource that can be found in the northeast region of Brazil. It was first reported in the mangroves in the state of Alagoas, and soon afterwards it was reported in other states, such as Rio Grande do Norte. Currently, there are 14 types of propolis that have been identified and are differentiated by composition, physical-chemical profile, geographic location, as well as macroscopic aspects, such as coloring. One of the biggest advantages of the red propolis, while comparing it to the others, is in its composition which is abundant in phenolic components, above all, flavonoids, isoflavones, among others, that justify the potentialities in the treatment of several diseases acting as an antimicrobial, wound cicatrization, antitumoral, antiparasitic, antihelmintic and antiviral drug. Although it presents an excellent background of properties, it is not a natural resource well used within national territory. A reflection of this is the number of patents that have been filed in recent years, where 25 are brazilian, against 150 of China and 50 of South Korea, also it reveals the asian interest in acquiring this natural resource. Several studies have shown encouraging results for the use of red propolis in drug combinations in the treatment of patients with drug-resistant strains because of the reported synergism, as well as in nanocarriers, especially nanoparticles, for the treatment of various clinical conditions, such as leishmaniasis, in addition to dermocosmetic formulations. Therefore, the red propolis has shown great potential in the prospect of new scientific works involving the use of nanotechnology, synergism, among others, for the treatment of various diseases.
URI: http://monografias.ufrn.br/handle/123456789/11118
Other Identifiers: 20160127703
Appears in Collections:Farmácia

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Própolisvermelhaumaperspectivatecnológicaparafinsfarmacêuticos_Oliveira_2020Texto Completo556.35 kBAdobe PDFThumbnail
View/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons