Please use this identifier to cite or link to this item: http://monografias.ufrn.br/handle/123456789/11110
Title: Estudo metodológico sobre o comportamento de crianças com transtorno do espectro autista (TEA) durante a pandemia da COVID-19
Authors: Araújo, Ana Shirley Marinho de
Keywords: Crianças autistas;Pandemia;COVID-19
Issue Date: 1-Dec-2020
Publisher: Universidade Federal do Rio Grande do Norte
Citation: ARAUJO, Ana Shirley Marinho de. Estudo metodológico sobre o comportamento de crianças com transtorno do espectro autista (TEA) durante a pandemia da COVID-19. 26f. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Farmácia) - Departamento de Farmácia, Centro Ciências da Saúde, Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2020.
Portuguese Abstract: A COVID-19 trata-se de uma doença respiratória nova, onde sua transmissão se dá por meio do contagio e que apresenta grupos de risco. Sabe-se que crianças autistas não se enquadram neste, mas por possuírem função de hipersensibilidade sensorial, exploram o ambiente por meio do odor, toques e elevação de objetos até a boca, assim, essas crianças tornam-se vulneráveis a doença. O presente estudo tem por objetivo avaliar o comportamento de crianças autistas frente à pandemia da COVID-19, como também os possíveis riscos de contagio da doença, utilizando os métodos de comunicação e observação. Trata-se de um estudo transversal, em que foram avaliados 50 indivíduos de ambos os sexos, em isolamento social em suas respectivas residências. Os responsáveis pelas crianças foram submetidos à uma pesquisa on-line, por meio de um questionário com alternativas. Os resultados apontam que a população do estudo foi composta por 52,0% (n=26) de crianças do gênero masculino e 48,0% (n=24) de crianças do gênero feminino, sendo destas 50 entrevistadas, apenas 26,0% (n=13) crianças portadoras do espectro autista, 22,0% (n=11) do gênero masculino e 4% (n=2) do gênero feminino. A faixa etária das crianças foi de 1 a 18 anos de idade. Neste estudo, concluise que, é evidente que durante a pandemia de COVID-19 muitas crianças estão sem uma rotina normalizada o que pode ser sugestivo de futuras alterações de comportamento e oscilações de humor, seja essa criança acometida ou não pelo espectro do transtorno autista.
Abstract: The covid-19 is a new respiratory disease, where its transmission occurs through contagion and presents risk groups, it is known that autistic children do not fit this, but because they have a function of sensory hypersensitivity, they explore the environment through smell, touch and lifting objects to the mouth, thus, these children become vulnerable to disease. The present study aims to evaluate the behavior of autistic children in the face of the covid-19 pandemic, as well as the possible risks of spreading the disease, using the methods of communication and observation. This is a cross-sectional study, in which 50 individuals of both sexes were evaluated, in social isolation in their respective homes. They were subjected to evaluation through an online survey, using a questionnaire with alternatives. The results show that the study population consisted of 52.0% (n = 26) of male children and 48.0% (n = 24) of female children, of whom 50 were interviewed, only 26.0 % (n = 13) children with autism spectrum, 22.0% (n = 11) male and 4% (n = 2) female. The age group of the sample was from 1 to 18 years old. Through this study, it is concluded that, it is evident that during the COVID-19 pandemic many children are without a normalized routine, which may be suggestive of future behavioral changes and mood swings, whether that child is affected by the spectrum of the autistic disorder.
URI: http://monografias.ufrn.br/handle/123456789/11110
Other Identifiers: 20160149021
Appears in Collections:Farmácia

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Estudometodologicosobreocomportamentodecrianças_Araújo_2020Texto Completo430.35 kBAdobe PDFThumbnail
View/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons