Please use this identifier to cite or link to this item: http://monografias.ufrn.br/handle/123456789/11090
Title: Estado nutricional materno e desfechos perinatais adversos
Other Titles: Maternal nutritional status and adverse perinatal outputs
Authors: Silva, Roseane Morais da
Keywords: Nutrição materna;Ganho de peso na gestação;Recém-nascido prematuro;Recém-nascido de baixo peso;Gravidez;Idade gestacional
Issue Date: Dec-2020
Publisher: Universidade Federal do Rio Grande do Norte
Citation: SILVA, Roseane Morais da. Estado nutricional materno e desfechos perinatais adversos. 2020. 36 f. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação) - Faculdade de Ciências da Saúde do Trairi, Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Santa Cruz, 2020.
Portuguese Abstract: Objetivo: Analisar a existência de associação entre o estado nutricional materno, assistência pré-natal e intercorrências perinatais em pares de mães e recém-nascidos em internação hospitalar. Métodos: Estudo prospectivo, quantitativo e com análise descritiva, realizado nas Unidades de Cuidados Intensivos e Semi-intensivos Neonatal de dois hospitais públicos do Rio Grande do Norte. Foram realizadas as avaliações do estado nutricional gestacional (inicial e final) e do ganho de peso materno durante a gestação. Investigou-se ainda a ocorrência de desfechos perinatais adversos como prematuridade e inadequação do peso ao nascer. As variáveis anteriormente citadas foram analisadas para verificar a existência de associação entre elas. A análise estatística dos dados foi realizada utilizando o software SPSS versão 7.0. Resultados: No início (40,4%) e ao final (46,8%) da gestação, a maioria das mães estava com excesso de peso, contudo o ganho de peso gestacional total foi predominantemente baixo (47,9%). A maioria dos recém-nascidos nasceu prematuramente (58,5%), mas com o peso adequado para a idade gestacional (72,3%). Não houve associação estatisticamente significativa entre os dados maternos e os dos RNs. Conclusão: Na presente pesquisa, o estado nutricional gestacional (inicial e final) e o ganho de peso na gestação não se associaram a desfechos perinatais adversos. Entretanto, faz-se necessária adequação do estado nutricional materno visando à redução do risco de prejuízos ao binômio mãe-filho.
Abstract: Objective: To analyze the existence of an association between maternal nutritional status, prenatal care and perinatal complications in pairs of mothers and newborns in hospital. Methods: Prospective, quantitative study with descriptive analysis, carried out in the Neonatal Intensive and Semi-intensive Care Units of two public hospitals in Rio Grande do Norte. Assessments of gestational nutritional status (initial and final) and maternal weight gain were carried out during pregnancy. Adverse perinatal outcomes such as prematurity and inadequate birth weight were also investigated. The variables mentioned above were analyzed to verify the existence of an association between them. Statistical analysis of the data was performed using SPSS version 7.0 software. Results: At the beginning (40.4%) and at the end (46.8%) of pregnancy, most mothers were overweight, however the total gestational weight gain was predominantly low (47.9%). Most newborns were born prematurely (58.5%), but with the appropriate weight for gestational age (72.3%). There was no statistically significant association between maternal and newborn data. Conclusion: In the present study, gestational nutritional status (initial and final) and weight gain during pregnancy were not associated with adverse perinatal outcomes. However, it is necessary to adapt the maternal nutritional status in order to reduce the risk of damage to the mother-child binomial.
URI: http://monografias.ufrn.br/handle/123456789/11090
Other Identifiers: 2016035904
Appears in Collections:FACISA - Nutrição

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Estadonutricionalmaterno_Silva_2020.pdf
Restricted Access Until 2022-01-02
O trabalho será submetido em revista científica.
994.42 kBAdobe PDFView/Open    Request a copy


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons