Please use this identifier to cite or link to this item: http://monografias.ufrn.br/handle/123456789/11055
Title: Semelhanças e diferenças no disclosure das ações sociais e ambientais de empresas do setor de produção agropecuária
Authors: Jota, Guilherme Bruno Emerenciano
Keywords: Responsabilidade social;Disclosure;Balanço social;Sustentabilidade;Informação contábil;Social responsibility;Social report;Sustainability;Accounting information
Issue Date: Dec-2020
Publisher: Universidade Federal do Rio Grande do Norte
Citation: JOTA, Guilherme Bruno Emerenciano. Semelhanças e diferenças no disclosure das ações sociais e ambientais de empresas do setor de produção agropecuária. 2020. 69 f. Monografia (Graduação em Ciências Contábeis) - Departamento de Ciências Contábeis, Centro de Ciências Sociais Aplicadas, Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2020.
Portuguese Abstract: A sociedade e os demais usuários da informação contábil exigem cada vez mais uma melhor transparência das empresas quanto às questões sociais e ambientais. Os conceitos de responsabilidade social e sustentabilidade passam a serem partes fundamentais para a formação de empresas-modelo em nossa contemporaneidade. Atendendo estas necessidades, a Contabilidade surge como uma ponte que liga as informações evidenciadas por estas empresas aos perfis de usuários que necessitam destas informações ambientais e sociais. Assim, um disclosure satisfatório deve demonstrar os investimentos com o meio que a empresa emprega relacionados ou não com sua atividade operacional. O objetivo deste trabalho foi de identificar diferenças e semelhanças existentes na divulgação de ações sociais e ambientais de empresas do setor de produção agropecuária, classificadas com base no ano de 2018 pela Revista Exame como maiores e melhores no âmbito financeiro. Esta pesquisa se caracteriza como descritivo do ponto de vista dos seus objetivos, e quanto aos procedimentos, caracteriza-se como bibliográfica e documental. Já quanto à abordagem do problema, é classificada como qualitativa. Os resultados obtidos mostram que as empresas da amostra não adotam modelos de balanços sociais e ambientais nacionais e seus relatórios de sustentabilidade seguem padrões de evidenciação em comum semelhança aos seus perfis societários. Todas as empresas do estudo, ainda, não têm seus relatos sociais padronizados conforme a NBC T 15. As empresas cooperativas não adotam e/ou não relatam suas metodologias para elaboração de seus relatos de sustentabilidade, deixando os dados dispersos sem algum padrão contábil. Entre as empresas de sociedade anônima, todas seguem o modelo GRI, onde destacam a norma especifica que aquele corpo textual faz referência. As distribuições de valor das empresas (DVA) do estudo refletem que a maior parte da divisão está para honrar compromissos com terceiros. Sugere-se, para estudos futuros, a evolução destas informações através de estudos de casos, ou da ampliação da amostra. Outra sugestão refere-se na utilização de modelos de balanços ambientais e sociais na verificação das disponibilidades das informações evidenciadas, ou a análise das informações ambientais de sociedades cooperativas de mais segmentos.
Abstract: Society and other users of accounting information increasingly demand better transparency from companies regarding social and environmental issues. The concepts of social responsibility and sustainability have become essential parts of model companies' formation in our time. Meeting these needs, Accounting emerges as a bridge that links the information shown by these companies to users' profiles who need this environmental and social information. Thus, a satisfactory disclosure must demonstrate the investments as a way that the company employs, related or not, with its operational activity. This work's objective was to identify differences and similarities existing in the disclosure of social and environmental actions of companies in the agricultural production sector, classified based on the year 2018 by Revista Exame as the biggest and best in the financial sphere. This research is characterized as descriptive from its objectives and as bibliographic and documentary from its procedures. As for the approach to the problem, it is classified as qualitative. The results showed that the sample companies do not adopt models of national social and environmental balance sheets and their sustainability reports follow disclosure patterns in common similarity to their corporate profiles. All studied companies still do not have their social reports standardized, according to NBC T 15. Cooperative companies do not adopt and/or do not report their methodologies for preparing their sustainability reports, leaving the data dispersed without accounting standards. Among the corporations, all of them follow the GRI model, highlighting the standard specifying that that textual body refers. The companies' value distributions in the study reflect that most of the division is to honor commitments to third parties. For future studies, it is suggested that the evolution of this information through case studies or by expanding the sample. Other suggestions refer to the use of models of environmental and social balance sheets to verify the availability of the information disclosed or the analysis of the environmental information of cooperative societies of more segments.
URI: http://monografias.ufrn.br/handle/123456789/11055
Other Identifiers: 20150105838
Appears in Collections:Ciências Contábeis

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
SemelhancasEDiferencasNoDisclosure_Jota_2020.pdf1.3 MBAdobe PDFThumbnail
View/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons