Please use this identifier to cite or link to this item: http://monografias.ufrn.br/handle/123456789/10932
Title: Sistema Agroflorestal: estratégia de recuperação de área degradada no bioma da Caatinga
Authors: Campos, Débora Baiocchi Princivalli
Keywords: Desertificação;Reflorestamento;Recuperação ambiental
Issue Date: 8-Dec-2020
Publisher: Universidade Federal do Rio Grande do Norte
Citation: CAMPOS, Debora Baiocchi Princivalli. Sistema Agroflorestal: estratégia de recuperação de área degradada no bioma Caatinga. 2020. 38 f. Trabalho de Conclusão de Curso (Engenharia Florestal) - Unidade Acadêmica Especializada em Ciências Agrárias - Escola Agrícola de Jundiaí, Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Macaíba-RN, 2020.
Portuguese Abstract: A Caatinga é o principal bioma do Nordeste Brasileiro, que vem sofrendo ao longo dos anos devido a sua intensa exploração econômica. Exploração esta que transformou quase metade da sua extensão em áreas desertificadas. Por conta disso, estudos estão sendo realizados afim de mitigar os impactos negativos gerados por essas atividades. Baseado nisso, este estudo tem como objetivo avaliar implementação de um Sistema Agroflorestal como estratégia de recuperação de área degradada em uma área considerada em acelerado processo de desertificação do bioma Caatinga. O estudo foi realizado no assentamento rural Trangola, localizado no município de Currais Novos, região Seridó do estado do Rio Grande do Norte. Para o experimento, foram utilizadas mudas de espécies arbóreas madeireiras e frutíferas, implantadas nos espaçamentos 3 x 5 m e NI x NI m, respectivamente. Após o plantio, as mudas foram irrigadas uma vez por semana, por um período de 30 dias, e avaliadas em função das variáveis: diâmetro do colo (DC), altura (H) e sobrevivência. A Tabebuia aurea, Gliricidia sepium, Cenostigma nordestinum e Anadenantera columbrina foram as espécies que apresentaram melhores resultados ao final do período avaliado. A taxa de sobrevivência total encontrada foi de 40%, enquanto as frutíferas e madeireitas apresentaram 26% e 63% de sobrevivência, respectivamente. Resultados esperados e considerados positivos para as condições adversas do local.
Abstract: Caatinga is the main biome of the Brazilian Northeast, which has suffered over the years due to its intense economic exploitation. This exploitation has transformed almost half of its extension into desertified areas. Because of this, studies are being conducted to mitigate the negative impacts generated by these activities. Based on this, this study aims to evaluate the implementation of an Agroforestry System as a strategy for the recovery of degraded areas in an area considered to be undergoing an accelerated desertification process of the Caatinga biome. The study was conducted in the rural settlement Trangola, located in the municipality of Currais Novos, Seridó region of the state of Rio Grande do Norte. For the experiment, seedlings of timber and fruit tree species were used, implanted in the 3 x 5 m and NI x NI m spacing, respectively. After planting, the seedlings were irrigated once a week, for a period of 30 days, and evaluated according to the variables: neck diameter (DC), height (H) and survival. Tabebuia aurea, Gliricidia sepium, Cenostigma nordestinum and Anadenantera columbrina were the species that presented the best results at the end of the evaluated period. The total survival rate found was 40%, while the fruit trees and lumber trees presented 26% and 63% of survival, respectively. Results were expected and considered positive for the adverse conditions of the site.
URI: http://monografias.ufrn.br/handle/123456789/10932
Other Identifiers: 2016047404
Appears in Collections:Engenharia Florestal

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
TCC - Débora Baiocchi assinado.pdf2,91 MBAdobe PDFThumbnail
View/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.