Please use this identifier to cite or link to this item: http://monografias.ufrn.br/handle/123456789/10875
Title: Mãos que falam, olhos que ouvem: o poder da literatura surda na educação de crianças ouvintes.
Authors: Medeiros, Nathalie Stephane Dantas
Keywords: Educação;Libras;Literatura surda;Sociointeracionismo;Humanização
Issue Date: 3-Dec-2019
Publisher: Universidade Federal do Rio Grande do Norte
Citation: MEDEIROS, Nathalie Stephane Dantas. Mãos que falam, olhos que ouvem: o poder da literatura surda na educação de crianças ouvintes. 2019. 33f. Trabalho de Conclusão de Curso (Licenciatura em Pedagogia) - Departamento de Educação, Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Caicó, 2019.
Portuguese Abstract: O papel que o surdo ocupa na comunidade está crescendo. Esse a cada dia ganha mais espaço ao passo que sua cultura e povos que a constituem vai crescendo. Não sendo apenas restrita a pessoa com surdez, a comunidade surda acolhe ouvintes que se identificam com suas lutas e objetivos. E talvez seja esse um dos contribuintes para a “voz” que estas pessoas estão tomando. Este trabalho monográfico objetiva aludir, partindo de leituras bibliográficas e observações a campo, além de intervenção; como é o atual cenário educacional das crianças surdas na sala de aula com maioria ouvinte e, como isso interfere na educação da criança ouvinte, bem como analisar o modo como a literatura pode auxiliar na inclusão e desenvolvimento da criança surda. A literatura aqui é tratada como uma importantíssima ferramenta metodológica no auxílio à inclusão da criança surda, assim como a humanização da criança ouvinte para com essa realidade que até pouco tempo atrás não era algo comum: sala de aula com crianças deficientes ou com multipladeficiência. Autores como Lev S. Vigotski (1997), Rildo Cosson (2007), entre outros, nos apoioaram desde o projeto desta obra monográfica.
Abstract: The role that the deaf plays in the community is growing. Each day, it gains more space as its culture and the peoples that make it up grow. Not only being restricted to people with deafness, the deaf community welcomes listeners who identify with their struggles and goals. And perhaps this is one of the contributors to the “voice” that these people are taking. This monographic work aims to allude, starting from bibliographic readings and field observations, in addition to intervention; how is the current educational scenario of deaf children in the classroom with a hearing majority, and how does it interfere in the education of the hearing child, as well as analyzing how literature can assist in the inclusion and development of deaf children. The literature here is treated as an extremely important methodological tool in helping the inclusion of the deaf child, as well as the humanization of the hearing child towards this reality that until recently was not something common: a classroom with disabled or multi-disabled children. Authors such as Lev S. Vigotski (1997), Rildo Cosson (2007), among others, have supported us since the project of this monographic work.
URI: http://monografias.ufrn.br/handle/123456789/10875
Other Identifiers: 2015053621
Appears in Collections:CERES - Pedagogia

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Maosquefalam_Medeiros_2019.pdf1,14 MBAdobe PDFThumbnail
View/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons