Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://monografias.ufrn.br/handle/123456789/1068
Título: De passagem a “paisagem da memória”: o Grande Ponto na narrativa de Raimundo Nunes (1950-1980)
Autor(es): MEDEIROS, Augusto Bernardino de
Palavras-chave: Grande Ponto;Memória;Raimundo Nunes
Data do documento: 2014
Editor: Universidade Federal do Rio Grande do Norte
Referência: MEDEIROS, Augusto Bernardino de. De passagem a “paisagem da memória”: o Grande Ponto na narrativa de Raimundo Nunes (1950-1980). 2014. 56f. Trabalho de Conclusão de Curso (Bacharelado em História), Departamento de História, Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2014.
Resumo: Elementos em transformação, os espaços adquirem significados a partir dos valores a eles atribuídos. Assim, nas cidades, espaços de passagem, associados ao fluxo de pessoas, podem se transformar em paisagens de memórias, ou seja, podem adquirir valor para alguns sujeitos que neles partilharam vivências com outros sujeitos, considerando esses espaços como parte de suas identidades. Em Natal um conjunto de ruas e avenidas no Bairro da Cidade Alta tornou-se espaço simbólico para diferentes sujeitos, esse lugar foi chamado de Grande Ponto, uma denominação que teria sido atribuída a zona em decorrência da existência de um ponto comercial de mesmo nome. Na década de 1950 o Grande Ponto aglutinou os principais pontos de serviço e lazer da cidade. Após a década de 1970 o Grande Ponto passou a ser narrado em textos de diferentes autores enquanto ponto importante para suas memórias pessoais e para a memória da cidade. Esta pesquisa analisa principalmente a narrativa de Raimundo Nunes em seu livro Sociologia do Grande Ponto de 1985, um livro de memória em que o espaço aparece como um sujeito, o autor não apenas recorda, mas possui a pretensão de descrever o espaço, registrar suas práticas contra uma ameaça do esquecimento. A imagem do Grande Ponto é elaborada como um espaço de importância pessoal, ligado a saudade, mas também um espaço que participou da vida social da cidade, espaço marcado por passeatas políticas, por desfiles carnavalescos e que acompanhou marcos da história da cidade. A pesquisa tem como objetivo principal analisar a construção espacial realizada por Nunes, inserindo essa construção no tempo e relacionando a mesma com outros discursos sobre o local.
URI: http://monografias.ufrn.br:8080/jspui/handle/123456789/1068
Outros identificadores: 2010086915
Aparece nas coleções:História (Bacharelado)

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Augusto Bernardino 2014.2.pdf648,67 kBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.