Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://monografias.ufrn.br/handle/123456789/10666
Título: Análise da interferência da obra de duplicação da rodovia BR 304/RN – Reta Tabajara em seu cruzamento com o leito do rio Jundiaí/RN.
Autor(es): Bezerra, Priscilla Tatianna Fernandes
Palavras-chave: Obra Rodoviária;Rio Jundiaí;Passivo ambiental
Data do documento: Jun-2020
Editor: Universidade Federal do Rio Grande do Norte
Referência: BEZERRA, Priscilla Tatianna Fernandes. Análise da interferência da obra de duplicação da rodovia BR 304/RN – Reta Tabajara em seu cruzamento com o leito do rio Jundiaí/RN. Orientador: Juliana Felipe Farias. 2020. 64f. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Geografia) - Departamento de Geografia, Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal 2020.
Resumo: A análise da interferência das obras rodoviárias nos copos hídricos é de fundamental importância devido ao processo crescente de expansão das cidades, e por consequência de seus acessos. Esse fenômeno é impulsionado por programas governamentais, como o Programa de Aceleração do Crescimento (PAC), que integra a duplicação da BR304 - Reta Tabajara a qual cruza dois corpos hídricos, o rio Pitimbu e o Jundiaí. Tais obras requerem a supervisão ambiental afim de mitigar os efeitos decorrentes de seus impactos, já que, a execução de obras rodoviárias gera resultados negativos e impactos significativos ao meio ambiente. O presente estudo visa analisar a interferência dessa obra em seu cruzamento com o rio Jundiaí, na construção da ponte sobre o mesmo, visto que essas estruturas são parte essencial do anel viário e fazem parte das obras de arte especiais que estão sujeitas a diversas patologias da construção, gerando problemas aquáticos e terrestres, provenientes da falta de programas preventivos, na maioria dos casos. As abordagem são dadas pela tentativa de compreender o impacto de uma obra rodoviária, no recurso hídrico, através da análise e monitoramento dos parâmetros químicos de temperatura, ph, condutividade elétrica e sólidos dissolvidos, acompanhamento do passivo ambiental gerado após supressão vegetal na área e o diagnostico hídrico do Índice de Normalização Diferenciada da Água – NDWI. Para análise hídrica, foram executadas coletas anuais ao longo da execução da obra, entre os anos de 2014, com uma coleta para Background dos parâmetros químicos, até 2019, em pontos arbitrados e georreferenciados a jusante e montante da ponte existente sobre o rio; o acompanhamento do passivo ambiental foi executado anualmente através da verificação in loco; e por fim, para a geração do NDWI levou-se em consideração imagens aéreas de antes e após a limpeza mecânica no leito do rio. Verificou-se que de forma geral, de acordo com os dados obtidos nas análises químicas, monitoramento do passivo ambiental e NDWI, as atividades provenientes da obra de construção da ponte sobre o rio causam influência visível na qualidade ambiental do rio Jundiaí, até o fim desse estudo. Entretanto, ações de fiscalização e monitoramento são imprescindíveis para a mitigação dos impactos ambientas ocasionados pela obra.
URI: http://monografias.ufrn.br/handle/123456789/10666
Outros identificadores: 20180010744
Aparece nas coleções:Geografia (Bacharelado)

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Análisedainterferência_Bezerra_2020.pdfMonografia6.59 MBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Este item está licenciada sob uma Licença Creative Commons Creative Commons