Please use this identifier to cite or link to this item: http://monografias.ufrn.br/jspui/handle/123456789/1062
Title: O santo, o demônio e a besta fera: modernidade e imaginário apocalíptico no sertão do Seridó. Memória e escatologia em Cruzeta/RN (1950-1970)
Authors: Santos, Luciano Aciolli Rodrigues dos
Keywords: Imaginário apocalíptico;Modernidade;Fim do mundo
Issue Date: 2014
Publisher: Universidade Federal do Rio Grande do Norte
Citation: SANTOS, Luciano Aciolli Rodrigues dos. O santo, o demônio e a besta fera: modernidade e imaginário apocalíptico no sertão do Seridó. Memória e escatologia em Cruzeta/RN (1950-1970). 2014. 160f. Trabalho de Conclusão de Curso (Bacharelado em História), Departamento de História, Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2014.
Portuguese Abstract: O avanço da civilização moderno-urbana ocidental capitalista sobre os sertões seridoenses trouxe consigo novos símbolos de cultura até então desconhecidos por seus habitantes que tiveram que ser apreendidos para tornarem-se compreendidos. Neste processo de apropriação simbólica o imaginário apocalíptico popular, exerceu uma função capital ao fornecer imagens e sentidos que puderam ser aliciados para traduzir este “outro” desconhecido. Em meio a isso, a “memória ativa” desempenhou um papel fundamental tecendo as conexões entre a tradição e a própria experiência do vivido. Utilizando-se deste mecanismo, atuaram os poetas populares e os romeiros do Padre Cícero ao se apropriarem das “novidades da história” a partir deste patrimônio simbólico, colocando-as à maneira de profecia na voz do “Santo Padrinho”. Este processo traduzido na experiência do “choque cultural”, não implicaria no fim ou no enfraquecimento do imaginário religioso tradicional construído em volta das crenças no fim do mundo, mas sim, numa transformação operada no interior dos seus processos de produção. Esta monografia destina-se primeiramente a contribuir com os estudos históricos sobre cultura popular na historiografia brasileira. Como meta primordial, este trabalho consiste em fornecer um estudo acerca do imaginário apocalíptico popular no sertão do Seridó norte-rio-grandense por meio da investigação de como este fora agenciado por uma coletividade de sujeitos para compreender o avanço da modernidade e as transformações sociais fomentadas pelo processo de modernização na região e no município de Cruzeta em particular, entre as décadas de 1950 e 70. Buscando propor uma visão da história a partir da versão da “cultura popular”, nossa pesquisa se baseia sobre memórias e vivências que remetem às experiências vividas por “indivíduos comuns” através da aplicação da metodologia da história oral.
URI: http://monografias.ufrn.br:8080/jspui/handle/123456789/1062
Other Identifiers: 2010078468
Appears in Collections:História (Bacharelado)

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Luciano Aciolli 2014.1.pdf7.12 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.