Please use this identifier to cite or link to this item: http://monografias.ufrn.br/handle/123456789/10368
Title: Perfil sociodemográfico, condições de saúde e vulnerabilidade da população idosa de um município do Seridó do Rio Grande do Norte, Brasil.
Authors: Ferreira Neto, Genival Caetano
Keywords: Envelhecimento;Epidemiologia;Saúde;Idoso;Aging;Epidemiology;Health;Elderly
Issue Date: 10-Dec-2019
Publisher: Universidade Federal do Rio Grande do Norte
Citation: FERREIRA NETO, Genival Caetano. Perfil sociodemográfico, condições de saúde e vulnerabilidade da população idosa de um município do Seridó do Rio Grande do Norte, Brasil. Orientador: Kenio Costa Lima. 2019. 35 f. Monografia (Especialização) - Curso de Residência Multiprofissional em Atenção Básica, Universidade Federal Rio Grande Norte, Caicó, 2019.
Portuguese Abstract: Objetivo: Este estudo teve como objetivo caracterizar o perfil sociodemográfico, condições de saúde e vulnerabilidade da população idosa de um município do Seridó do Rio Grande do Norte, Brasil. Metodologia: Estudo transversal realizado com 196 idosos. As variáveis analisadas foram: sociodemográficas (idade, sexo, raça/cor, situação familiar, pessoa de referência), condições de saúde (uso de polifarmácia, presença de deficiência, de queda e fratura, uso de álcool e tabaco, humor e cognição, prática de atividade física e presença de dor) e vulnerabilidade (Protocolo de identificação do idoso vulnerável VES-13) através da ficha espelho da Caderneta de Saúde da Pessoa Idosa. Resultados: Participaram da pesquisa 126 idosos, sendo 60,3% do sexo feminino; a idade variou de 61 a 92 anos, com média de 72 anos (± 8,26 anos); situação familiar predominante foi “com familiar” (91,9%); maior parte dos idosos se consideram brancos (61%) e não possuem deficiência (90,7%). Com o decorrer dos anos, os idosas caem mais e sofrem mais fraturas. Os idosos com 80 anos e mais fazem o uso de 5 ou mais medicamentos diários; a maioria não consumia bebidas alcoólicas (90%), não tinha o hábito de fumar (90%), 62,4% dos idosos não praticavam atividade física regular. Notou-se que a maioria dos idosos classificam sua saúde como boa ou regular. Maior parte dos idosos não apresentaram limitações e não se sentem incapaz de realizarem tarefas diárias. Todavia, o score total do VES 13 mostrou que 25% dos idosos estão em risco de vulnerabilidade. Conclusão: Com base nos resultados deste estudo, constatou-se que o perfil sociodemográfico predominante é de idosos que se consideram brancos, que moram com familiares, apresentam pessoas de referência. Com relação as condições de saúde, a maioria não ingere bebida alcoólica, não fuma, não pratica atividade física e não possuem deficiência. Os idosos com 80 anos e mais são os que mais fazem o uso de polifarmácia. Quanto a vulnerabilidade, poucos idosos triados estavam em condições de vulnerabilidade. Assim, conhecendo melhor o perfil desta população idosa na comunidade, é importante ressaltar a necessidade de políticas públicas destinadas a esse público. A estratégias de criação de programas de atividades físicas focada na manutenção da capacidade funcional é essencial, uma vez que, mesmo sendo a menor parte, ainda há idosos em situação de vulnerabilidade no Bairro Castelo Branco do Município de Caicó/RN. Programa de atividade física visa combater o sedentarismo, presente na velhice, e pode estimular a inserção social e o desempenho físico funcional. Todavia, novos estudos são necessários para uma melhor representação do município de Caicó, pois esta pesquisa esteve focada apenas em um dos bairros da cidade. Além disso, houve perdas de amostra de 36%, uma vez que o cálculo amostral considerou um acréscimo de 20% para perdas, na expectativa de sua ocorrência.
Abstract: Objective: This study aimed to characterize the sociodemographic profile, health conditions and vulnerability of the elderly population of a municipality of Seridó of Rio Grande do Norte, Brazil. Methodology: Cross-sectional study conducted with 196 elderly. The variables analyzed were: sociodemographic (age, gender, race / color, family situation, reference person), health conditions (use of polypharmacy, presence of disability, falls and fractures, use of alcohol and tobacco, mood and cognition, physical activity practice and presence of pain) and vulnerability (Identification Protocol of the vulnerable elderly VES-13) through the mirror form of the Elderly Health Handbook. Results: 126 elderly participated in the research, being 60.3% female; the age ranged from 61 to 92 years, with a mean of 72 years (± 8.26 years); predominant family situation was “with family member” (91.9%); Most of the elderly consider themselves white (61%) and have no disability (90.7%). Over the years, older women fall more and suffer more fractures. Older people aged 80 and over use 5 or more medications daily; most did not drink alcohol (90%), had no smoking habit (90%), 62.4% of the elderly did not practice regular physical activity. It has been noted that most seniors classify their health as good or fair. Most of the elderly have no limitations and do not feel unable to perform daily tasks. However, the total score of VES 13 showed that 25% of the elderly are at risk of vulnerability. Conclusion: Based on the results of this study, it was found that the predominant sociodemographic profile is of elderly people who consider themselves white, who live with relatives, have reference people. Regarding health conditions, most do not drink alcohol, do not smoke, do not practice physical activity and do not have disabilities. The elderly aged 80 years and older are the ones who use polypharmacy the most. As for vulnerability, few screened elderly were in vulnerable conditions. Thus, knowing better the profile of this elderly population in the community, it is important to emphasize the need for public policies aimed at this public. Strategies for creating physical activity programs focused on maintaining functional capacity are essential, since, even though the smallest part, there are still elderly people in vulnerable situations in the Castelo Branco neighborhood of Caicó / RN. Physical activity program aims to combat sedentary lifestyle, present in old age, and can stimulate social inclusion and functional physical performance. However, further studies are needed for a better representation of the city of Caicó, as this research focused only on one of the city's neighborhoods. In addition, there were sample losses of 36%, since the sample calculation considered an increase of 20% for losses, in the expectation of their occurrence.
URI: http://monografias.ufrn.br/handle/123456789/10368
Other Identifiers: 20184001135
Appears in Collections:Residência Multiprofissional em Atenção Básica

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
PerfilSociodemograficoPopulacaoSerido_FerreiraNeto_2019.pdf1.28 MBAdobe PDFThumbnail
View/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.