Please use this identifier to cite or link to this item: http://monografias.ufrn.br/handle/123456789/10341
Title: Petrografia da sequência sedimentar da Ilha Sudeste do arquipélago de São Pedro e São Paulo, Atlântico Equatorial
Authors: Kann, Matheus Michael
Keywords: Arquipélago de São Pedro e São Paulo;Rocha sedimentar híbrida;Beachrock;Diagênese marinh;Cimento carbonático;St. Peter and St. Paul archipelago;Sediments hybrid siliciclastic-carbonate;Marine diagenesis;Carbonate cement
Issue Date: 13-Dec-2019
Publisher: Universidade Federal do Rio Grande do Norte
Citation: KANN, Matheus Michael. Petrografia da sequência sedimentar da Ilha Sudeste do arquipélago de São Pedro e São Paulo, Atlântico Equatorial. 2019. 72f. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Geologia) - Departamento de Geologia, Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2019.
Portuguese Abstract: O arquipélago de São Pedro e São Paulo é caracterizado como um conjunto de ilhas e rochedos situados no Oceano Atlântico Equatorial, representando o topo de uma elevação morfológica submarina de 90 km de comprimento, 25 km de largura e 3.800 m de altura, composta de rochas peridotíticas de origem mantélica, denominada Cadeia Peridotítica de São Pedro e São Paulo ou Cordilheira Atobá. Sobre o embasamento de composição peridotítica existe uma cobertura sedimentar pouco expressiva, com espessura relativamente delgada e sem continuidade. É possível a individualização de três grupos de rochas principais depositado em condições particulares, são eles: preenchimentos carbonáticos em fraturas, conglomerados preenchendo marmitas e uma sequência sedimentar formando uma bancada, limitada a Ilha Sudeste, com espessura que chega até 6 metros. A presente pesquisa teve como alvo o estudo diagenético dessa sequência sedimentar aflorante na Ilha Sudeste que são formadas essencialmente por sedimentos clásticos proveniente do substrato rochoso e fósseis, com características de beachrocks. Foram confeccionadas 11 lâminas delgadas representativas do perfil aflorante, dando subsídios para a reafirmação da existência de duas unidades: Atobá e Viuvinha. A unidade basal é a Atobá: tem um arcabouço composto essencialmente por sedimentos litoclásticas, conglomerático, mal selecionamento e baixa porosidade e granodecrescência ascendente, apresentando seixos mais arredondados na base e aumentando em angulosidade para o topo. A unidade Viuvinha é formada por rochas de composição híbrida litoclástico-carbonálico em uma mistura composicional e de estrato. São individualizadas duas litofácies principais na composição da unidade, uma essencialmente carbonática, mal selecionada e com elevada porosidade e uma outra litofácies de granulometria areia média e moderado selecionamento, apresentando contribuição de material carbonático na composição do arcabouço. Podem ocorrer também blocos do embasamento em todas as litofácies, resultado da atividade sísmica ativa na região que provoca a erosão nas escarpas da ilha. A cimentação é formada exclusivamente por calcita magnesiana e argonita, nas morfologias principais microcristalina, franja, botroidal e cutícula cripto-cristalina e preenchem quase todos os espaços porosos da rocha com uma cimentação característica da zona marinha freática ativa. O estudo constatou que embora as rochas estudadas apresentem características presentes também em beachrocks, elas não podem ser descritas como” verdadeiros beachrocks”.
Abstract: The St. Peter and St. Paul archipelago is characterized as a set of islands and islets situated in the Equatorial Atlantic Ocean, representing the top of a ridge, with 90 km long, 25 km wide and 3,800 m high, composed of peridotitic rocks of mantle origin, called the Peridotitic Ridge of St. Peter and St. Paul or Atobá Ridge. Over the basement of peridotitic composition there is a sedimentary cover of a low expressivity, relatively thin and without continuity. It is possible to individualize three groups of main rocks deposited under particular conditions: carbonate fillings in fractures, conglomerates filling Plunge pool and a sedimentary sequence forming a bench, limited to the Southeast Island, with a thickness that reaches up to 6 meters. The present research aimed at the diagenetic study of this outcropping sedimentary sequence in the Southeast Island, which is essentially formed by clastic sediments from the rocky substrate and fossils, with beachrocks characteristics. Eleven thin section were made, representing the outcrop profile, providing support for the reaffirmation of the existence of two sedimentary units: Atobá and Viuvinhas. The basal unit is called Atobá: it has a framework composed essentially of lithoclastic, conglomeratic sediments, showed poor selection and low porosity and ascending granodescence, with more rounded pebbles at the base and increasing in angularity to the top. The Viuvinhas unit is formed by rocks of lithoclastic-carbonic hybrid composition in a composite and stratum mixture. Two main lithofacies in the composition of the unit are individualized, one essentially carbonate, poorly selected and with high porosity, and another lithofacies of medium and moderate granulometry selection, presenting contribution of carbonate material in the composition of the framework. Basement blocks may also occur in all lithofacies, resulting from the active seismic activity in the region that causes erosion in the cliffs of the islet. The cementation is formed exclusively by magnesian calcite and aragonite, in the main morphologies microcrystalline, fringe, botroidal and crypto-crystalline cuticle and fill almost all porous spaces of the rock with a characteristic cementation of the active phreatic marine zone. The study found that although the rocks studied have characteristics also present in beachrocks, they cannot be described as "true beachrocks".
URI: http://monografias.ufrn.br/handle/123456789/10341
Other Identifiers: 2013042290
Appears in Collections:Geologia

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
PetrografiaDaSequenciaSedimentar_Kann_2019.pdf2.65 MBAdobe PDFThumbnail
View/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons