Please use this identifier to cite or link to this item: http://monografias.ufrn.br/handle/123456789/10286
Title: Contexto vivido pelo familiar e pessoa em tratamento hemodialítico: utilização do Modelo Calgary
Authors: Borges, Bárbara Ebilizarda Coutinho
Keywords: Família. Doença Crônica. Nefropatias. Enfermagem;Family. Chronic disease. Nephropathies. Nursing
Issue Date: 4-Dec-2019
Publisher: Universidade Federal do Rio Grande do Norte
Citation: BORGES, Barbara Ebilizarda Coutinho. Contexto vivido pelo familiar e pessoa em tratamento hemodialítico: utilização do Modelo Calgary. 2019. 88 f. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Enfermagem) - Faculdade de Ciências da Saúde do Trairi, Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Santa Cruz, 2019.
Portuguese Abstract: O presente estudo tem como propósito utilizar o Modelo Calgary para a compreensão do contexto vivido pelo familiar e pessoa em tratamento hemodialítico. Trata-se de um estudo de corte transversal do tipo descritivo exploratório com abordagem qualitativa. O local de captação dos participantes da pesquisa foi o Centro de Nefrologia Santa Rita. Esse se localiza na cidade de Santa Cruz –RN e é referência para diversas regiões de saúde do estado para o tratamento de hemodiálise. Foram convidados a participar do estudo pacientes indicados pela equipe da clínica que estejam em tratamento hemodialítico, com pelo menos 12 sessões realizadas e pelo menos um cuidador que o indivíduo considere como família. A limitação da amostra deu-se por saturação, cuja coleta é interrompida quando o pesquisador atinge seu objetivo quando as informações tornam-se redundantes (FONTANELLA, 2008). Essa ocorreu nos meses de junho e julho de 2019, no ambiente da própria clínica com o paciente e seu acompanhante. Para coleta de informações de paciente e familiar foram utilizadas perguntas norteadoras para a construção do genograma e ecomapa, conforme orientação de Wright e Leahey (2002), que posteriormente foram apresentados aos entrevistados com a intenção de compreender melhor a sua família e de confirmar as informações colhidas. A coleta de dados foi realizada com nove famílias, a princípio com o paciente e seguida com seu familiar, separadamente. A partir dos discursos apresentados durante a conversa sobre a família, e com os dois indivíduos, foram elaboradas as seguintes categorias: Fontes de apoio; Renúncia; Enfrentamento da doença; Maiores obstáculos; Cuidado. A transformação ocorrida pelo diagnóstico e a relação familiar fazem com que alguns familiares precisem estar presentes, de forma que realinham sua estrutura. Ainda é possível observar a infinidade de relações que foram transformadas ou rompidas e como se estabeleceu uma nova forma de conviver com a doença, e principalmente como os profissionais que estão presentes no discurso e assim trazendo responsabilidade e envolvimento para cada paciente.
Abstract: The present study aims to use the Calgary Model to understand the context lived by the family member and person undergoing hemodialysis treatment. This is an exploratory descriptive cross-sectional study with a qualitative approach. The place of capture of the research participants was the Santa Rita Nephrology Center. This is located in the city of Santa Cruz-RN and is a reference for several health regions of the state for hemodialysis treatment. Patients referred by the clinical team who were undergoing hemodialysis treatment were invited to participate in the study, with at least 12 sessions performed and at least one caregiver whom the individual considers as family. The limitation of the sample was given by saturation, whose collection is interrupted when the researcher reaches his goal when the information becomes redundant (FONTANELLA, 2008). This occurred in June and July 2019, in the environment of the clinic itself with the patient and his companion. To collect patient and family information, guiding questions were used for the construction of the genogram and ecomap, as directed by Wright and Leahey (2002), which were later presented to the interviewees with the intention of better understanding their family and confirming the information. harvested. Data collection was performed with nine families, initially with the patient and then with their family member, separately. From the speeches presented during the conversation about the family, and with both individuals, the following categories were elaborated: Sources of support; Renounce; Coping with the disease; Biggest obstacles; Watch out. The transformation occurred by the diagnosis and the family relationship make some family members need to be present, so that they realign their structure. It is still possible to observe the infinity of relationships that were transformed or broken and how a new way of living with the disease was established, and especially as the professionals who are present in the discourse and thus bringing responsibility and involvement to each patient.
URI: http://monografias.ufrn.br/handle/123456789/10286
Other Identifiers: 2015098436
Appears in Collections:FACISA - Enfermagem

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
OCONTEXTOVIVIDOPELO_BORGES_2019.pdf
Restricted Access Until 2023-01-31
Parte da monografia será submetida a revista.
1.55 MBAdobe PDFView/Open    Request a copy


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons