Please use this identifier to cite or link to this item: http://monografias.ufrn.br/handle/123456789/10253
Title: Limites e potencialidades do ensino em saúde mental na graduação: uma revisão integrativa
Authors: Lira, Caroliny Ferreira
Keywords: Mental Health;Health Education;Education, Higher
Issue Date: 29-Nov-2019
Publisher: Universidade Federal do Rio Grande do Norte
Citation: LIRA, Caroliny Ferreira. Limites e potencialidades do ensino em saúde mental na graduação: uma revisão integrativa. 2019. 31f. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Fonoaudiologia) - Departamento de Fonoaudiologia, Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2019.
Portuguese Abstract: O objetivo desta revisão integrativa foi expor a produção científica relacionada aos limites e potencialidades no ensino em saúde mental no nível de graduação. Foi realizado um levantamento nas bases de dados Lilacs e no Portal de Periódicos Capes, cujos critérios de inclusão foram artigos publicados em português e inglês, disponíveis na íntegra, revisados por pares, no período de 2001 a 2019, na modalidade artigo científico. Os resultados apontaram 25 artigos que retrataram a temática estabelecida; os textos apontaram três áreas mais discutidas em relação aos limites e potencialidades no ensino à saúde mental, sendo elas: I. Implicação do Modelo Biomédico na consolidação da Reforma Psiquiátrica; II. Estigma dos estudantes de saúde em relação à pessoa em sofrimento mental; III. Mudanças na concepção dos estudantes universitários em relação ao cuidado em saúde mental. Constatou-se que grande parte dos problemas relacionados ao ensino em saúde mental se dá tanto pela prevalência do Modelo Biomédico nos métodos utilizados nos cursos de saúde, como também devido ao preconceito enraizado nos estudantes em relação à pessoa em sofrimento mental. Porém, com os avanços das políticas de atenção psicossocial, tem havido mudanças no olhar dos alunos sobre o que representa loucura e os aspectos referentes ao cuidado em saúde.
Abstract: The objective of this integrative review was to expose the scientific production related to the limits and potentialities in undergraduation mental health education. The search was conducted in the Lilacs databases and the Portal de Periódicos Capes, whose inclusion criteria were articles published in Portuguese and English, available in full, peer reviewed, between 2001 to 2019, in the scientific article modality. The results pointed 25 articles directly portrayed the theme; They also pointed out three areas most portrayed in relation to the limits and potentials in teaching mental health, namely: I. Implication of the Biomedical Model in the consolidation of Reforma Psiquiátrica; II. Stigma of health students regarding the person in mental distress; III. Changes in the conception of university students regarding mental health care. It was found that most of the problems related to teaching in mental health are due both to the prevalence of the biomedical model in the methods used in health courses, as well as to the rooted prejudice in students in relation to the person in mental distress. However, with the advances in Atenção Psicossocial (PA) policies, there have been changes in the students' view of what represents madness and aspects related to health care.
URI: http://monografias.ufrn.br/handle/123456789/10253
Other Identifiers: 2014064390
Appears in Collections:Fonoaudiologia

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
LimitesePotencialidadesdoEnsinoemSaúdeMental_Lira_2019.pdfTexto Completo2.18 MBAdobe PDFThumbnail
View/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons