Please use this identifier to cite or link to this item: http://monografias.ufrn.br/handle/123456789/10195
Title: Cashback na saúde suplementar: um estudo de caso na definição do preço médio de mensalidade
Other Titles: Cashback in supplementary health: a case study on defining the average monthly price
Authors: Cunha, Pedro Gricélio da
Keywords: Cashback;Saúde Suplementar;Mensalidade;ANS;PNS;Supplemental Health;Monthly payment
Issue Date: 2-Dec-2019
Publisher: Universidade Federal do Rio Grande do Norte
Citation: CUNHA, Pedro Gricélio da. Cashback na saúde suplementar: um estudo de caso na definição do preço médio de mensalidade. 2019. 63f. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Ciências Atuariais) – Departamento de Demografia e Ciências Atuariais, Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2019.
Portuguese Abstract: A saúde suplementar no Brasil vem apresentando constantes aumentos dos custos, devido a fatores como aumento na frequência de utilização, crescimento do valor dos insumos, revisão do rol de procedimentos, novas tecnologias em saúde e tendências de envelhecimento da massa de usuários. Esses constantes aumentos pressionam a sustentabilidade financeira do setor, representando um desafio crescente. Perante este cenário, pensou-se no desenvolvimento de uma precificação de plano de saúde com base em premissas atuariais e com a incorporação de custos de um sistema de recompensa “cashback”. Esse sistema é uma politica de retorno de quantia ou percentual, no acúmulo de pontos mediante a forma de utilização do plano. O objetivo desse trabalho é desenvolver um produtor inovador do ponto de vista atuarial, com uma metodologia inédita que estima o preço de mensalidade para um plano individual/familiar com coparticipação e com o cashback a partir de informações obtidas da Agência Nacional de Saúde (ANS) e da Pesquisa Nacional de Saúde de 2013. O estudo foi aplicado ao caso do Estado de São Paulo, onde se concentra o maior contingente de usuários de planos de saúde no Brasil. Para a composição da mensalidade foram observadas a Nota Técnica de Registro de Produto (NTRP), os custos com as despesas assistenciais, as regras de coparticipação, a margem de segurança estatística e carregamentos, além do filtro das variáveis que responderiam ao cashback. O método do sistema de recompensa foi obtido por meio de critérios estabelecidos para o segmento clínico; a prevenção de doenças crônicas; as mudanças de estilo de vida; a saúde mental do usuário; os esforços para o rastreamento de doenças; o uso adequado da rede credenciada de médicos generalistas; bem como o uso controlado de serviços de pronto-atendimento. Em relação às condições de uso, ganha o cashback os usuários que procuraram médico generalista, que fizeram atividade física, exame preventivo, tratamento, dieta, consulta preventiva, dentro outros. O resultado encontrado de cashback foi uma média ponderada de 25,16% que será incluída na mensalidade do plano individual/familiar como uma espécie de carregamento. Já a sinistralidade apresentou um percentual médio de 47,21%. Mesmo com a aplicação do método de precificação apontado por resolução da ANS, ressalta-se que os insumos para os cálculos são premissas atuariais, que podem vir ou não a se confirmar com os dados observados em uma operadora. Então, faz-se necessário a aplicação em outro estudo com um banco de dados de uma operadora, com custos assistenciais e frequências por usuário, para assim evidenciar a validade do modelo proposto. Uma revisão nos critérios e percentuais propostos na verificação de outros cenários. Por fim, é indicado que os critérios para o cashback sejam embasados em princípios éticos, em revisão da literatura sobre saúde e comportamento em relação ao uso de um plano de saúde com cashback.
Abstract: Supplementary health in Brazil has been constantly increasing costs, due to factors such as increased frequency of use, increased value of inputs, revision of offered procedures, new health technologies and aging of users. These constant increases put pressure on the sector's financial sustainability, representing a growing challenge. With this in mind, the development of health insurance pricing based on actuarial assumptions and the incorporation of costs from a cashback reward system was considered. This system is a return policy of a part of the payment, in accordind with the accumulation of points by use of the plan. The objective of this work is to develop an innovative actuarial product, with an unprecedented methodology that estimates the monthly price for an individual / family plan with co-participation and cashback from information obtained from the Agência Nacional de Saúde (ANS). And the brazilian national health survey 2013. The study was applied to the case of the State of São Paulo, where the largest contingent of health insurance users in Brazil is concentrated. The composition of the monthly payment was based on the Product Registration Technical Note (NTRP), the costs of healthcare expenses, the co-participation rules, the statistical safety margin and loadings, as well as the filter of the variables that would respond to cashback. The reward system was obtained through criteria established for the clinical segment; prevention of chronic diseases; lifestyle changes; the user's mental health; efforts for disease screening; proper use of the accredited network of general doctors; as well as the controlled use of emergency services. Regarding the conditions of use, the cashback will be available for users who seek general doctors, those who do physical activity, preventive examination, treatment, diet, preventive consultation, among others preventive aclions. The cashback result found was a weighted arithmetric mean of 25.16% that will be included in the monthly individual / family plan as a kind of load. The sinister had an average percentage of 47,21%. Even with the application of the pricing method pointed out by ANS resolution, it is noteworthy that the inputs to the calculations are actuarial assumptions, which may or may not be confirmed with the data observed in an operator. Therefore, it is necessary to apply it in another study with a database from an carrier, with care costs and frequencies per user, in order to highlight the validity of the proposed model. A review of the criteria and percentages proposed in the verification of other scenarios. Finally, it is indicated that the criteria for cashback should be based on ethical principles, in a literature review on health and behavior regarding the use of a cashback health plan.
URI: http://monografias.ufrn.br/handle/123456789/10195
Other Identifiers: 2012912965
Appears in Collections:Ciências Atuariais

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
TCC 2019.2 PEDRO GRICELIO DA CUNHA versão final.pdfCASHBACK NA SAÚDE SUPLEMENTAR562,17 kBAdobe PDFThumbnail
View/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons