Please use this identifier to cite or link to this item: http://monografias.ufrn.br/handle/123456789/10193
Title: Análise de campo magnético e de atividade cromosférica em estrelas subgigantes observadas por espectropolarimetria
Authors: Amorim, Larissa Luciano
Keywords: Subgigantes;Campo Magnético;Atividade Cromosférica;T Tauri;Subgiant;Magnetic Field;Chromospheric Activity
Issue Date: Dec-2019
Publisher: Universidade Federal do Rio Grande do Norte
Citation: AMORIM, Larissa Luciano. Análise de campo magnético e de atividade cromosférica em estrelas subgigantes observadas por espectropolarimetria. 2019. 48f. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Física bacharelado) - Departamento de Física Teórica e Experimental, Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2019.
Portuguese Abstract: O estudo do magnetismo dos astros tem se destacado nos últimos anos napesquisa de estrutura e evolução estelar. O campo magnético e a atividade cro-mosférica são os principais objetos de estudo dessa área. O objetivo central dessetrabalho é compreender o comportamento dessas grandezas em estrelas subgigantese como elas se relacionam entre si. Neste sentido, para obter as informações relativasao campo magnético, utilizamos a técnica de deconvolução em mínimos quadradospara gerar perfis dos parâmetros de Stokes I e V, através dos quais determinamoso campo magnético longitudinal. Analisamos também os espectros estelares, maisprecisamente as linhas H e K do Ca II, para calcular o índice S, um índice de ati-vidade cromosférica. Em nossa investigação, nos deparamos com outros grupos deestrelas, como T Tauri. Estes se destacaram devido às medidas elevadas de tempe-ratura, campo magnético e índice S, em decorrência disto foram separados da nossaamostra de interesse e estudados separadamente. Para as estrelas subgigantes nossoestudo concluiu que há uma relação direta de crescimento entre o índice S e o campomagnético.
Abstract: The study of stars magnetism has gained preeminence in later years in theresearch of stellar structure and evolution. The magnetic field and the chromosphericactivity are relevant points of study in this field. The central point in this work isto understand the behavior of these parameters in subgiant stars and how they arerelated in our sample. To determine the magnetic field for our sample we apply theLeast Square Deconvolution technique, with this we generate Stokes I and V param-eter profiles, and we derived the longitudinal magnetic field. We also analyzed thestellar spectrum, more precisely Ca II H and K lines to compute the S-index (chro-mospheric activity). In our investigation, we also worked with other star groups,such as T Tauris, which is a group of stars with a high magnetic field and S-indexmeasurements. As a result, we segregated and studied separately these stars. Forour subgiant subsample, we concluded that there is a direct growth relationshipbetween the S index and the magnetic field.
URI: http://monografias.ufrn.br/handle/123456789/10193
Other Identifiers: 2016029710
Appears in Collections:Física (bacharelado)

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
TCC_corre__es.pdf2.65 MBAdobe PDFThumbnail
View/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons