Please use this identifier to cite or link to this item: http://monografias.ufrn.br/handle/123456789/10145
Title: Avaliação eletroquímica do mecanismo de corrosão dos aços inoxidáveis austeníticos AISI 304 e AISI 316 em meio salino
Authors: Souza, Lídia Beatriz Oliveira de
Keywords: eletroquímica;Electrochemistry;corrosão localizada;localizes corrosion;satinless stell AISI 316;aço inoxidável AISI 316;Pite;Pitting
Issue Date: 2-Dec-2019
Publisher: Universidade Federal do Rio Grande do Norte
Citation: SOUZA, Lídia Beatriz Oliveira de. Avaliação eletroquímica do mecanismo de corrosão dos aços inoxidáveis AISI 304 e AISI 316 em meio salino. 2019. 54f. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Engenharia Mecânica) - Centro de Tecnologia, Departamento de Engenharia Mecânica, Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2019.
Portuguese Abstract: O fenômeno de degradação natural e espontâneo que afeta principalmente os materiais metálicos é conhecido por corrosão e depende da relação entre meio, material e condições operacionais para que possa ser caracterizado, não sendo uma propriedade intrínseca do material. Assim, este trabalho tem como objetivo avaliar a relação eletroquímica entre três materiais diferentes quando imersos em solução salina, a saber, aço carbono SAE 1020 – utilizado como material de referência - aços inox AISI 304 e AISI 316. Como procedimento experimental foram realizadas análises eletroquímicas em amostras de cada um dos metais citados, quando imersos em solução de NaCl a 0,5M com área exposta de 1cm2. Também, foi realizada caracterização metalográfica via MEV, antes e após a imersão para fins de acompanhamento da forma predominante de corrosão. Com base nos resultados, foi observado que o aço carbono é o mais susceptível de todos à corrosão em água do mar. Por sua vez, o aço inox AISI 316 teve melhor desempenho frente ao mecanismo de degradação observado. Foi possível notar também que o mecanismo de corrosão predominante do tipo localizada que ocorreu em todos os três corpos de prova foi por pites. Apesar das duas amostras de aço inoxidável terem tido melhores resultados para as análises realizadas o aço AISI 304 apresentou menor resistência à formação de pite do que a amostra do aço AISI 316, evidenciando a atuação do molibdênio nesta liga.
Abstract: The phenomenon of natural and spontaneous electrochemical degradation affects mainly metals is known as corrosion and depends on the relationship between medium, material and operating conditions so that it can be characterized and is not an intrinsic property of the material. Thus, this work aims to evaluate the electrochemical relationship between three different materials when immersed in saline solution, namely SAE 1020 carbon steel - used as reference material - AISI 304 stainless steel and AISI 316 stainless steel. Electrochemical analyzes were performed on samples of each of the mentioned metals, when immersed in 0.5 M NaCl solution with an exposed area of 1cm2. Also, metallographic characterization was performed by Scanning Electron Microscopy, before and after immersion for the purpose of monitoring the predominant mechanism of corrosion. Based on the results, it was observed that carbon steel is the most susceptible to corrosion in seawater. On the other hand, AISI 316 stainless steel shown a better performance, regarding the observed degradation mechanism. It was also noted that the predominant localized type corrosion mechanism that occurred in all three specimens was by pitting. Although the two stainless steel samples had better results for the analyzes performed, the AISI 304 steel presented a lower pitting potential and was more susceptible to the degradation mechanism than the AISI 316 steel sample, showing the molybdenum action in the increased corrosion resistance of the material when aggressive.
URI: http://monografias.ufrn.br/handle/123456789/10145
Other Identifiers: 20180009799
Appears in Collections:Engenharia Mecânica

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
AvaliaçãoEletroquímica_SOUZA_2019.pdf3.99 MBAdobe PDFThumbnail
View/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons