Please use this identifier to cite or link to this item: http://monografias.ufrn.br/handle/123456789/10144
Title: Avaliação óssea qualitativa em pacientes com insuficiência renal crônica atendidos no Departamento de Odontologia da UFRN
Authors: Ramos, Fernanda Soares
Keywords: Nefropatias;Fraturas ósseas;Diálise;Nephropathies;Dialysis;Bone fractures
Issue Date: 20-Nov-2019
Publisher: Universidade Federal do Rio Grande do Norte
Citation: RAMOS, Fernanda Soares. Avaliação óssea qualitativa em pacientes com insuficiência renal crônica atendidos no Departamento de Odontologia da UFRN. 2019. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Odontologia) – Departamento de Ciências da Saúde, Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2019.
Portuguese Abstract: Introdução: O acompanhamento do estado de saúde bucal de pacientes renais é essencial para identificar possíveis patologias secundárias à imunossupressão uma vez que irá interferir diretamente no sucesso dos transplantes renais. Objetivo: Identificar patologias ósseas utilizando uma escala para análise da estrutura do tecido ósseo nos pacientes nefropatas atendidos no Departamento de Odontologia. Metodologia: O estudo caracteriza-se por ser do tipo individualizado, tendo como parcela de análise pacientes portadores de insuficiência renal crônica assistidos pelo departamento de odontologia da UFRN no Projeto de Atendimento a Nefropatas. Esse foram analisados por exames radiográfico e laboratoriais, meios pelos quais foram sugestionadas ou não patologias ósseas que possam interferir na qualidade do tecido ósseo e predispor a uma menor competência mecânica. Os dados foram obtidos do setor de Traumatologia da UFRN e do Laboratório de Análises do Hospital Universitário Onofre Lopes (HUOL) e tabulados no programa Excel (Microsoft Office 2016®), contendo os dados pessoais dos pacientes (de acordo com o prontuário selecionado), além de características clínicas e radiográficas. A partir disso foram feitos testes Exato de Fisher e não paramétrico de Mann-Whitney (U) para associação das variáveis. Resultados: O padrão trabecular ósseo III ou IV, avaliado no grupo A, foi mais frequentemente observado no sexo masculino até 40 anos de idade. No grupo B o padrão ósseo I ou II foi observado com maior frequência em homens de até 40 anos. Em relação a dosagem de cálcio, fósforo e PTH não houve uma associação estatística significativa, entretanto, na dosagem de fosfatase alcalina sérica houve uma diferença estatisticamente significativa em relação ao sexo. Conclusão: O diagnóstico precoce e adequado das manifestações clínico radiográficas orais exige dos profissionais da Odontologia um conhecimento sempre atualizado no intuito de prevenir ou minimizar a ocorrência de complicações do estado de saúde geral destes pacientes à espera de transplante renal.
Abstract: Introduction: Monitoring the oral health status of renal patients is essential to identify possible pathologies secondary to immunosuppression as it will directly interfere with the success of kidney transplants. Objective: To identify bone pathologies using a scale for analysis of bone tissue microstructure in nephropathic patients treated at the Department of Dentistry. Methodology: The study is characterized by being individualized, having as a parcel of analysis patients with chronic renal failure assisted by the UFRN dentistry department in the Nephropathy Care Project. These were analyzed by radiographic and laboratory exams, by which bone pathologies that may interfere with the quality of bone tissue and predispose to lower mechanical competence were suggested or not. Data were obtained from the trauma department of UFRN and from the Analysis Laboratory of Onofre Lopes University Hospital (HUOL) and tabulated in the Excel program (Microsoft Office 2016®), containing patients' personal data (according to the selected medical record), besides clinical and radiographic characteristics. From this, Fisher's exact and non-parametric Mann-Whitney (U) tests were performed to associate the variables. Results: The trabecular bone pattern III or IV, evaluated in group A, was more frequently observed in males up to 40 years old. In group B, bone pattern I or II was more frequently observed in men up to 40 years old. Regarding the dosage of calcium, phosphorus and PTH there was no statistically significant association, however, in the serum alkaline phosphatase dosage there was a statistically significant difference in relation to gender. Conclusion: Early and adequate diagnosis of oral radiographic clinical manifestations requires dental professionals always updated knowledge in order to prevent or minimize the occurrence of complications of the general health of these patients awaiting kidney transplantation.
URI: http://monografias.ufrn.br/handle/123456789/10144
Other Identifiers: 20155134995
Appears in Collections:Odontologia

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
tcc_biblioteca com ficha.docxTrabalho de conclusão de curso2.54 MBMicrosoft Word XMLView/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons