Please use this identifier to cite or link to this item: http://monografias.ufrn.br/handle/123456789/10055
Title: Práticas pedagógicas para inclusão escolar de crianças com Transtorno do Espectro do Autismo
Authors: Azevêdo, Francineide Maria de
Keywords: Inclusão Escolar;Educação Especial;Transtornos do Espectro do Autismo
Issue Date: 3-Dec-2019
Publisher: Universidade Federal do Rio Grande do Norte
Citation: AZEVÊDO, Francineide Maria de. Práticas pedagógicas de inclusão escolar para crianças com Transtorno do Espectro do Autismo. 2019. 64f. Trabalho de Conclusão de Curso (Licenciatura em Pedagogia). Departamento de Educação. Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Centro de Ensino Superior do Seridó - CERES (Campus Caicó), Caicó, 2019.
Portuguese Abstract: A inclusão escolar é decorrente de lutas que se expressaram em nível nacional e internacional e impulsionaram a elaboração de políticas educacionais inclusivas, redimensionando o modo como ocorreu à escolarização de pessoas com deficiência, ao longo da história. Nessa perspectiva, o presente trabalho faz uma abordagem dos resultados de uma pesquisa realizada sobre práticas pedagógicas organizadas mediante a inclusão de pessoas com transtorno do espectro do autismo – TEA na escola regular. A pesquisa teve como objetivos: identificar adaptações curriculares realizadas em âmbito escolar e na sala de aula regular visando à escolarização de crianças com TEA; compreender de que modo ocorre a oferta da educação especial para os alunos com TEA incluídos na escola regular e verificar os desafios apontados pelos educadores mediante o processo de inclusão de crianças com TEA na escola regular. O embasamento teórico utilizado foi fundamentado em Assumpção Júnior e Kuczynski (2015), Brasil (1996), Brasil (2008), Brito (2017), Mazzotta (2003) e Sassaki (2003), dentre outros. A pesquisa teve uma abordagem qualitativa e foi realizada em três escolas públicas localizadas no município de Caicó/RN que contam com a matrícula de alunos com TEA e teve como instrumentos a análise de documentos, a observação e a entrevista, que foi realizada com oito educadores atuantes nas escolas investigadas. Os resultados apontaram que são feitas poucas adaptações curriculares nas instituições pesquisadas, sendo apontadas adequações na avaliação e uso de recursos pedagógicos para mediar à aprendizagem. Quanto à oferta da educação especial, constatou-se que todas as escolas possuem salas de recursos multifuncionais, que é o espaço criado nas instituições escolares para oferecer essa modalidade de ensino, através do atendimento educacional especializado – AEE, aos alunos que constituem o seu público alvo. Contudo, os professores que atuam no AEE não são devidamente preparados, o que torna esse serviço pouco expressivo para a inclusão dos alunos com TEA. Quanto aos desafios apontados, identificamos ser mais expressivos entre os participantes da pesquisa: a falta de formação para atuar em classes inclusivas atendendo a alunos com TEA, a ausência dos pais na escolarização destes alunos e as barreiras atitudinais. Esses fatores representam um descompasso entre as práticas efetivamente desenvolvidas nas instituições escolares e as orientações e regulamentações instituídas legalmente e por órgãos oficiais, como o Ministério da Educação, através das políticas educacionais inclusivas
URI: http://monografias.ufrn.br/handle/123456789/10055
Other Identifiers: 20160117986
Appears in Collections:CERES - Pedagogia

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
PráticaPedagógica_Azevêdo_2019.pdf483.28 kBAdobe PDFThumbnail
View/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons