Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://monografias.ufrn.br/handle/1/618
Título: Estudo avaliativo do comprometimento organizacional dos funcionários do Banco do Brasil: um estudo de caso na agência Nordestão/RN
Autor(es): Silva, Adolfo Rodrigo de Araújo
Palavras-chave: Comprometimento organizacional;Recursos humanos;Banco do Brasil
Data do documento: 2013
Editor: Administração
Referência: SILVA, Adolfo Rodrigo de Araújo. Estudo avaliativo do comprometimento organizacional dos funcionários do Banco do Brasil: um estudo de caso na agência Nordestão/RN. 2013. 65f. Trabalho de Conclusão de Curso (Monografia) – Departamento de Administração, Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2013.
Abstract: Com a crescente competição entre as empresas e a maior dificuldade de se estabilizar no mercado, é comum que as empresas busquem entender o que possa vir a ser um diferencial competitivo para as mesmas. Tendo em vista o valor do homem neste ambiente, sugere-se, então, atribuir elevada importância ao estudo do comprometimento do funcionário com o seu ambiente de trabalho. É consenso entre os autores que um alto nível de comprometimento organizacional por si só não é garantia de sucesso, mas que com certeza funcionários comprometidos são mais envolvidos e doam mais de si, a fim de alcançar os objetivos da organização. Posto isso, a presente pesquisa teve como objetivo avaliar o nível de comprometimento organizacional dos colaboradores lotados na agência Nordestão/RN do Banco do Brasil S.A., utilizando o modelo de Meyer e Allen, que classifica o comprometimento organizacional em três dimensões: afetivo, instrumental e normativo. Para tanto foram aplicados 20 questionários com questões fechadas com o objetivo de mensurar o comprometimento organizacional dos servidores. Na primeira parte do questionário o funcionário apresentou seus dados demográficos e biográficos. Os resultados obtidos mostram que os colaboradores tendem a ser mais comprometidos instrumentalmente. Entretanto, observou-se um baixo nível de comprometimento normativo e afetivo, respectivamente. Recomenda-se que sejam realizadas pesquisas de caráter qualitativo, a fim de verificar outras variáveis não identificáveis no estudo quantitativo, visando identificar mudanças e melhorias na prática de gestão de pessoas, aumentando, desta forma, o nível de comprometimento dos funcionários.
URI: http://monografias.ufrn.br/handle/1/618
Aparece nas coleções:Administração

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
EstudoAvaliativo_Silva_2013.pdf610,9 kBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.