Please use this identifier to cite or link to this item: http://monografias.ufrn.br/jspui/handle/123456789/7091
Title: Distribuição de Chironomidae (Diptera) em ecossistemas lênticos e lóticos no semiárido do Rio Grande do Norte
Authors: Silvano, José Elias
Keywords: Rio Piranhas-Açu;Piranhas-Açu River;Intermitente;Flashing;Perene;Perennial
Issue Date: 20-Jun-2018
Publisher: Universidade Federal do Rio Grande do Norte
Citation: SILVANO, José Elias. Distribuição de Chironomidae (Diptera) em ecossistemas lênticos e lóticos no semiárido do Rio Grande do Norte. 2018. 33 f. Monografia (Especialização) - Curso de Ecologia, Departamento de Ecologia, Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2018. Disponível em: <https://monografias.ufrn.br/>. Acesso em: 20 jun. 2018.
Portuguese Abstract: A distribuição da fauna macrobentônica é fortemente influenciada por mudanças no habitat, considerada uma ótima bioindicadora ambiental e por isso está entre as mais pesquisadas nos ecossistemas aquáticos. Dentre os representantes mais estudados dos macrobentos estão os Diptera, da família Chironomidae, normalmente considerados como indicadores de má qualidade ambiental em ecossistemas lóticos ou lênticos. Este trabalho foi desenvolvido a partir de dados do Laboratório de Entomologia e Laboratório de Ecologia Aquática da Universidade Federal do Rio Grande do Norte, incluindo dados publicados de estudos feitos na região norte-rio-grandense da Bacia do Rio Piranhas-Açu. Envolveu treze pontos de coleta em três diferentes tipos de ecossistemas aquáticos: lótico perene, lótico intermitente e lêntico. Foi proposto, como objetivo geral, avaliar a distribuição dos gêneros da família Chironomidae na Bacia do Rio Piranhas-Açu, a maior do Estado do Rio Grande do Norte. Foram coletados e analisados um total de 3022 indivíduos distribuídos em 3 subfamílias. A riqueza estimada através do método de Chao 2, foi de 47 gêneros. A riqueza total encontrada foi de 37 gêneros nos três tipos de ambientes, distribuídos em 25 gêneros para o ecossistema lótico perene, 19 para o lótico intermitente e 14 para o ambiente lêntico. A distribuição da subfamília Chironominae foi mais abundante em todos os ecossistemas, enquanto que a Orthocladiinae não apareceu na amostragem para o ecossistema lêntico e a Tanypodinae apresentou a mesma riqueza no ambiente lótico perene e intermitente. As larvas de Chironomus, Dicrotendipes, Goeldichironomus, Polypedilum, Tanytarsus e Larsia foram registradas em todos os ambientes. A matriz de similaridade Sorensen-Dice mostrou que os ecossistemas lêntico e lótico apresentaram uma semelhança que varia de 0 a 50% na composição faunística dos ambientes pesquisados. Os resultados obtidos da análise (F = 7,8528, R2 = 0,41653, P = 0,001) evidenciaram significativamente que os gêneros da família Chironomidae estão distintamente distribuídos nos diferentes tipos de ecossistemas aquáticos.
Abstract: The distribution of macrobenthic fauna is strongly influenced by changes in habitat, considered a great environmental bioindicator and is therefore among the most researched in aquatic ecosystems. Among the most studied representatives of macrobenthos are the Diptera, Chironomidae family, usually regarded as poor environmental quality indicators in lotic or lentic ecosystems. This work was developed from the Entomology Laboratory and Aquatic Ecology Laboratory of the Federal University of Rio Grande do Norte data, including published data from studies in north-rio-grandense region of the Piranhas-Açu River Basin. Involved thirteen collection points in three different types of aquatic ecosystems: perennial lotic, intermittent lotic and lentic. It has been proposed as a general objective, to evaluate the distribution of Chironomidae family genera in Piranhas-Açu River Basin, the biggest of Rio Grande do Norte. A total of 3022 individuals were collected and analyzed in 3 subfamilies. The estimated richness by Chao 2 method of, was 47 genera. The total richness found was of 37 genera in the three types of environments, distributed in 25 genera for the perennial lotic ecosystem, 19 for the intermittent lotic and 14 for the lentic environment. The distribution of subfamily Chironominae was more abundant in all ecosystems, while Orthocladiinae did not appear in the sample for the lentic ecosystem and Tanypodinae showed the same richness in perennial and intermittent lotic environment. The larvae of Chironomus, Dicrotendipes, Goeldichironomus, Polypedilum, Tanytarsus and Larsia were recorded in all environments. The Sorensen-Dice similarity matrix showed that the lentic and lotic ecosystems presented a similarity ranging from 0 to 50% in the faunistic composition of the surveyed environments. The results obtained from the analysis (F = 7.8528, R2 = 0.41653, P = 0.001) showed that the genera of the Chironomidae family are distinctly distributed in different types of aquatic ecosystems.
URI: http://monografias.ufrn.br/jspui/handle/123456789/7091
Appears in Collections:Ecologia

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
DistribuiçaoChironomidae_Silvano_2018.pdfMonografia1.17 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.