Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://monografias.ufrn.br/jspui/handle/123456789/6357
Título: Avaliação do efeito de uma dieta experimental na distribuição e aspecto de gordura visceral em ratos Wistar
Autor(es): Pinheiro, Luiza Gabriella Soares Dantas
Palavras-chave: Adipócitos; adiposidade; carga glicêmica; índice glicêmico; histologia
Data do documento: 2018
Editor: Universidade Federal do Rio Grande do Norte
Citação: PINHEIRO, Luiza Gabriella Soares Dantas. Avaliação do efeito de uma dieta experimental na distribuição e aspecto de gordura visceral em ratos Wistar. 2018. 42f. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação de Nutrição) – Curso de Nutrição, Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2018.
???metadata.dc.description.resumo???: A atual transição nutricional decorre do aumento do consumo de alimentos altamente energéticos, ricos em sódio e gordura, e pobres em fibras. Tais alimentos compõem as dietas ocidentais e o seu alto consumo tem gerado o desenvolvimento de doenças crônicas não transmissíveis, como a obesidade, que é caracterizada pelo acúmulo excessivo de gordura corporal decorrente da hipertrofia das células adiposas, sendo considerada uma pandemia mundial que necessita de diversos estudos. Devido às limitações de estudar essa morbidade em humanos, a indução de obesidade em modelos experimentais por meio de dietas semelhantes às consumidas pela população humana se faz necessária. Diante disso, o presente estudo tem como objetivo analisar o efeito da dieta experimental de alto índice glicêmico e carga glicêmica sobre a estrutura do tecido adiposo e sobre a adiposidade visceral de ratos Wistar. Para tanto, utilizou-se dois grupos (n=5) de ratos Wistar, adultos, machos. Um grupo recebeu a dieta padrão Labina® e o outro a dieta experimental de alto índice glicêmico e alta carga glicêmica (HGLI), por 17 semanas. Após esse período, foi coletado o tecido adiposo visceral retroperitoneal, epididimal e perirenal para avaliação estereológica e mensuração da adiposidade. Os ratos alimentados com a dieta experimental apresentaram densidade de volume de adipócitos igual a 97,0%, área seccional media equivalente a 1387 μm² e volume total de adipócitos de 6,97 cm³, considerados significativamente maiores do que os valores observados para os animais que consumiram a dieta padrão. Além disso, o índice de adiposidade visceral (p = 0,002), o peso de cada tecido adiposo (p = 0,008) e o peso corporal final (p = 0,035) foram maiores nos animais alimentados com a dieta HGLI. Diante dos resultados obtidos é possível concluir que a dieta experimental foi capaz de provocar aumento do tecido adiposo visceral, indicando que a dieta representa um modelo de indução da obesidade, podendo contribuir para novos estudos da fisiopatologia desta morbidade em ratos Wistar, adultos e machos.
URI: http://monografias.ufrn.br/jspui/handle/123456789/6357
Aparece nas coleções:Nutrição

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Avaliaçãoefeitodieta_2018_Trabalho de Conclusão de CursoTexto Completo797,27 kBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.